Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
18º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Euronext Lisboa prevê que bolsa italiana seja positiva para empresas

A presidente executiva da bolsa de Lisboa, Isabel Ucha, prevê que a aquisição da bolsa italiana pela Euronext tenha um impacto positivo nas empresas portuguesas, nomeadamente na liquidez.

Euronext Lisboa prevê que bolsa italiana seja positiva para empresas
Notícias ao Minuto

16:39 - 26/01/21 por Lusa

Economia Mercado

Numa conferência de imprensa realizada por meios telemáticos, Isabel Ucha salientou "o impacto que a aquisição da bolsa italiana vai ter no grupo Euronext, e que se vai traduzir, naturalmente, numa 'poule' de liquidez maior para as empresas portuguesas, com mais acesso de mais investidores à nossa plataforma única de negociação".

A responsável da Euronext Lisboa salientou que o grupo "vai ter mais ativos e mais mercados para oferecer aos investidores portugueses, porque tem uma operação de dívida muito forte" e "uma central de liquidação com capacidade para tratar todo o tipo de ativos".

A London Stock Exchange Group (LSE) concordou em vender a Bolsa Italiana ao operador pan-europeu de bolsa Euronext por 4.325 milhões de euros, afirmou em 09 de outubro a LSE em comunicado.

Noutras prioridades para 2021, Isabel Ucha indicou querer "continuar a mobilizar as empresas portuguesas para o mercado de capitais, com um foco muito particular nas empresas tecnológicas e familiares", mas também "no 'private equity' e no capital de risco".

Neste âmbito, a Euronext Lisboa salientou a existência da iniciativa TechShare, que vai na sexta edição, criando em 2021 o PE Share (de 'private equity').

"É um programa novo que estamos a lançar nos nossos vários mercados, está a começa agora e vai decorrer durante o primeiro semestre", explicou a presidente executiva da Euronext Lisboa, numa iniciativa que junta "um conjunto de 'private equities' e capital de risco a trabalhar em Portugal" de forma a "abordar a solução de mercado de capitais como solução de saída".

A Euronext Lisboa pretende ainda alargar duas parcerias em 2021, com a associação empresarial COTEC e com a Associação de Emitentes (AEM), "designadamente para a promoção das finanças sustentáveis".

Além do foco nas exigências regulatórias e sustentabilidade, a Euronext Lisboa pretende também aumentar a liquidez "nas pequenas e médias empresas".

Na agenda regulatória, Isabel Ucha salientou a importância do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre o mercado de capitais português, apresentado no ano passado.

"Continuamos a trabalhar na 'taskforce' que resultou do relatório da OCDE para Portugal", nomeadamente nas vertentes de "promoção e capacitação, instrumentos agregadores de dívida e capital, incentivos ao 'research' [pesquisa] e 'market making' [agentes de liquidez], simplificação regulatória, estratégia fiscal, regras de 'governance' [governança]", disse a responsável.

Isabel Ucha disse ter "confiança de que deste esforço, deste trabalho de conjunto de entidades, vão sair medidas concretas nas próximas semanas", entre as quais estão a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Associação Portuguesa de Bancos (APB), o Banco Português de Fomento (BPF) ou a AEM.

Questionada pela imprensa acerca do tema, a responsável referiu que o grupo de trabalho - que inclui várias entidades e associações do setor - "tem percorrido as várias propostas e ideias que o relatório da OCDE apresentou e outras que não constavam do relatório da OCDE, mas que as entidades que estão a participar também entenderam que podiam ser relevantes".

A responsável referiu "a possibilidade de haver co-investimento entre o Estado e o mercado", em "veículos cotados em mercado onde o Estado também poderia investir a par dos investidores privados para angariar capital para as empresas mais pequenas".

Isabel Ucha disse também que há "temas relacionados com a fiscalidade que estão a ser avaliados", mas remeteu pormenores para o Governo.

Leia Também: Wall Street negoceia mista no início da sessão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório