Meteorologia

  • 03 MARçO 2021
Tempo
21º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

Wall Street começa semana com recordes do Nasdaq e S&P500

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje com recordes dos índices tecnológico Nasdaq e alargado S&P500, enquanto o seletivo Dow Jones Industrial Average fechou em baixa.

Wall Street começa semana com recordes do Nasdaq e S&P500
Notícias ao Minuto

23:06 - 25/01/21 por Lusa

Economia Wall Street

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Nasdaq progrediu 0,69%, para as 13.635,99 unidades, e o S&P500 avançou 0,36%, para as 3.855,36.

Já o Dow recuou 0,12%, para os 30.960 pontos, arrastado pelas desvalorizações de alguns dos seus componentes, como American Express (-3,96%), Caterpillar (-2,40%) e Goldman Sachs (-2,19%).

A praça nova-iorquina evoluiu ao longo do dia de forma irregular, com os investidores a prepararem-se para a mais intensa semana de divulgação de resultados trimestrais desta época.

Apesar do impacto da pandemia, as empresas integrantes do S&P500 que já divulgaram os seus resultados superaram em geral as expectativas dos analistas.

São esperados nos próximos dias os desempenhos trimestrais de mais de 100 empresas, entre as quais Apple, American Express, Johnson & Johnson, 3M, AT&T e Tesla.

"Temos tido um 'sprint' forte já desde há quatro semanas e vem aí muita informação nesta semana", comentou Brad Peterson, conselheiro nacional de investimento na Northern Trust Wealth Management. "O dia de hoje foi provavelmente uma pausa", comentou.

Os mercados têm estado a valorizar recentemente graças às esperanças com as vacinas contra o novo coronavirus, que possam conduzir a uma forte recuperação económica mais tarde durante este ano, quando a vida quotidiana se aproximar da que era normal.

Esperança também é o sentimento dominante quanto à aprovação no Congresso de um programa de estímulos e ajudas orçamentais, agora que as duas câmaras estão controladas pelos democratas.

O Presidente Joe Biden já propôs um plano no montante de 1,9 biliões (milhão de milhões) de dólares (1,6 biliões de euros), que inclui a entrega de 1.400 dólares à maior parte dos cidadãos dos EUA.

Leia Também: Covid-19: FMI desembolsa 20,47 milhões para Guiné-Bissau

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório