Meteorologia

  • 06 MARçO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

"Quanto mais água gasta, mais lixo paga". DECO exige revisão da tarifa

A DECO defende, por isso, uma forma de cálculo alternativa que "beneficie e incentive os consumidores que se preocupam em separar para reciclar".

"Quanto mais água gasta, mais lixo paga". DECO exige revisão da tarifa

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) alertou, esta quarta-feira, que 80% dos municípios ainda associam a fatura da água à dos resíduos, o que significa, na prática, que "quanto mais água gasta, mais lixo paga". Por não concordar com esta associação, a DECO exige uma revisão da tarifa de resíduos. 

"Se já olhou bem para a sua fatura da água, percebeu que paga uma tarifa de resíduos. Esse valor é calculado com base no consumo de água. E o valor aumenta à medida que aumenta, também, o consumo de água. Na verdade, essa relação direta não faz sentido", considera a DECO. 

Por não concordar com esta associação, a Associação lançou, em outubro, a ação 'Lixo não é Água', à qual os consumidores podem aderir no portal Mais Sustentabilidade.

"Analisámos as tarifas de resíduos sólidos aplicadas nos 308 municípios em 2020. Verifica-se que em 80% dos concelhos o cálculo desta tarifa ainda é indexado à água consumida. Significa assim que quanto mais água consome mais paga pelo serviço de resíduos. Pode ver no comparador dos tarifários que a maioria dos municípios relaciona o valor dos resíduos com a quantidade de água consumida por mês, em vez de considerar o comportamento dos consumidores em relação à reciclagem", acrescenta ainda a DECO. 

A DECO defende, por isso, uma forma de cálculo alternativa que "beneficie e incentive os consumidores que se preocupam em separar para reciclar" e deixa uma sugestão:  "o cálculo em função do volume ou peso de resíduos indiferenciados que se produzem (lixo), compensando a parcela de resíduos que foram encaminhados para recolha seletiva e reciclagem – o sistema PAYT (pay as you throw), ou seja, paga-se apenas o lixo que se produz e que não se recicla".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório