Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Restauração. Quase metade dos arrendatários já estão com rendas em atraso

A conclusão é de um inquérito da AHRESP, que revela ainda que mais de 40% das empresas pondera avançar para insolvência, caso não consigam suportar todos os encargos.

Restauração. Quase metade dos arrendatários já estão com rendas em atraso

A restauração continua a ser penalizada pelas medidas de combate à pandemia, sendo que os dados mais recentes da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) revelam que quase metade dos restaurantes em espaços arrendados já têm rendas em atraso. 

"Perante esta situação, em que a renda representa mais que 20% dos custos para 69% das empresas, 45% dos arrendatários já estão com rendas em atraso (mais de 65% já tem 3 ou mais meses de renda em atraso)", pode ler-se no boletim da AHRESP

Além disso, cerca de 56% das empresas registaram uma quebra superior a 60% na faturação de novembro, face ao mês homólogo. Para os próximos três meses - dezembro a fevereiro - mais de 61% das empresas estimam uma quebra de faturação acima de 50%, comparado com o período homólogo.

"Em dezembro, face às estimativas de faturação, mais de 51% das empresas não irá conseguir suportar os encargos habituais (pessoal, energia, fornecedores e outros)", mês especialmente marcado pelo recolher obrigatório a partir das 13h aos fins de semana nos concelhos onde a situação da Covid-19 é mais crítica. 

Mais de 40% das empresas pondera avançar para insolvência, caso não consigam suportar todos os encargos.

A AHRESP realizou os inquéritos de monitorização às empresas do alojamento turístico e das empresas da restauração e bebidas relativos ao mês de novembro, que decorreram entre o dia 30 de novembro e 7 de dezembro de 2020.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório