Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 19º

Edição

Reino Unido avança com "meta ambiciosa" para reduzir emissões em 68%

O Reino Unido quer reduzir as emissões de gases de efeito de estufa em pelo menos 68% até 2030 em comparação com os níveis de 1990, vai anunciar o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na sexta-feira. 

Reino Unido avança com "meta ambiciosa" para reduzir emissões em 68%
Notícias ao Minuto

22:30 - 03/12/20 por Lusa

Economia Emissões

A nova meta para as contribuições nacionalmente determinadas (NDC) previstas no Acordo do Clima de Paris de 2015 é mais ambiciosa do que anteriormente previsto pelo país, que era de reduzir as emissões em 53% até 2030. 

Os NDC representam os compromissos de cada país feitos no Acordo de Paris para reduzir as emissões nacionais de forma a reduzir as mudanças climáticas.

"Hoje, estamos a assumir a liderança com uma nova meta ambiciosa de reduzir as nossas emissões até 2030, mais rápido do que qualquer grande economia", vai dizer o primeiro-ministro na sexta-feira, de acordo com um comunicado. 

Johnson vai também lembrar que "este é um esforço global" e exortar outros líderes mundiais a seguir o exemplo e acelerar os planos de redução do volume de carbono emitido pelos seus países. 

O valor estipulado pelo governo britânico foi proposto pela Comissão Para as Alterações Climáticas hoje, num documento onde defendeu um plano com "compromissos climáticos mais amplos, incluindo o desenvolvimento de um pacote de políticas e uma Estratégia Carbono Zero", incluindo reduzir as emissões da aviação internacional e do transporte marítimo e maior apoio aos países em desenvolvimento. 

O anúncio é feito poucos dias antes de o Reino Unido co-organizar a 12 de dezembro a Cimeira da Ambição Climática com França e a ONU, que vai coincidir com o quinto aniversário do Acordo de Paris e pretende apelar os países a apresentarem as suas NDC

No Acordo de Paris, alcançado na cimeira COP21 na capital francesa ficou estabelecido que os países teriam de apresentar os seus NDC para depois de 2020 de forma a alcançar o objetivo principal que, é limitar o aumento da temperatura média mundial "bem abaixo" dos 2ºC em relação aos níveis pré-industriais, idealmente até 1,5ºC.

Em novembro de 2021, o Reino Unido será anfitrião da Cimeira COP26, a realizar em Glasgow, na Escócia, que foi adiada por um ano devido à pandemia covid-19.

Boris Johnson anunciou em meados de novembro um "Plano de Dez Pontos" para desenvolver a economia verde no país, antecipando o fim da venda de carros novos a gasolina e gasóleo até 2030, investir em energias alternativas menos poluentes e tornar o Reino Unido num líder mundial na captura de carbono. 

As várias medidas, estimadas em 12 mil milhões de libras (13 mil milhões de euros), pretendem criar 250 mil postos de trabalho na próxima década. 

Atualmente, a União Europeia tem como meta das contribuições nacionalmente determinadas (NDC) reduzir as emissões de gases de efeito de estufa em pelo menos 40% até 2030 comparando com 1990, mas em setembro a Comissão Europeia propôs atualizar este compromisso para 55%. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório