Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Merkel aceita baixar idade da reforma para 63 anos

A chanceler Angela Merkel cedeu aos parceiros da coligação e anunciou que a reforma na Alemanha vai passar para os 63 anos, no caso dos trabalhadores com mais de 45 anos de descontos, indica o El Mundo. Recorde-se que foi a Alemanha a pressionar o resto da Europa no sentido de não permitirem a aposentação antes dos 67.

Merkel aceita baixar idade da reforma para 63 anos

Apesar de anteriormente defender que a idade de reforma não deveria ser inferior a 67 anos, Angela Merkel acabou por concordar com os parceiros da coligação e aceitou baixá-la para os 63, no caso dos trabalhadores com mais de 45 anos de descontos. A medida será aprovada em conselho de ministros no dia 29 de fevereiro, para seguir de imediato para o Parlamento em forma de projeto de lei.

Esta alteração era defendida pelo ministro da Economia e líder dos sociais-democratas, Sigmar Gabriel, que declarou: "As pessoas de que estamos a falar trabalharam de forma extraordinária ao longo da sua vida. Trabalharam em condições duríssimas, conheceram a semana laboral de seis dias e muito mais do que 40 horas. "Para a minha geração e para os alemães mais jovens do que eu trata-se de uma obrigação moral", acrescentou.

Esta imposição do Partido Social-Democrata alemão (SPD) custará aos cofres do Estado 60 mil milhões de euros até 2020.

Outra das medidas que conseguiram levar avante prende-se com um aumento de benefícios sociais para mais de nove milhões de mulheres cujos filhos nasceram antes de 1992 e um aumento das pensões por invalidez.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório