Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Gaia estende rede de transporte de proximidade a mais freguesias

A câmara de Vila Nova de Gaia estendeu hoje o programa de transporte de proximidade a Pedroso e Seixezelo, prevendo alargar o projeto a mais três freguesias até ao final do ano e ao restante concelho até março.

Gaia estende rede de transporte de proximidade a mais freguesias

O projeto chama-se "MOB+ Transporte de Proximidade", é gratuito e, conforme foi descrito em junho aquando do seu lançamento, tem como população alvo seniores maiores de 60 anos que necessitem de ligação entre a sua casa, o hospital, paragens de transportes públicos, a junta de freguesia, o centro de saúde ou uma estação de CTT, entre outros serviços.

Hoje a câmara de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, anunciou o alargamento do serviço à União de Freguesias de Pedroso e Seixezelo, depois de 08 de junho o mesmo ter arrancado em Grijó e Sermonde.

Já em resposta à agência Lusa, fonte da autarquia indicou que seguir-se-á "o alargamento do projeto e até ao final do ano" a Avintes, bem como Madalena e Canidelo.

"As restantes até março terão o MOB+ até ao final do primeiro trimestre do próximo ano", indicou a mesma fonte.

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 09:00 às 17:00, não estando em circulação aos feriados e tolerâncias de ponto.

"No caso de transporte para o centro de saúde ou para uma deslocação a uma paragem de autocarro para o hospital, o requerente deverá contactar o motorista, avisando-o do término da consulta para que este o vá buscar dentro do horário de serviço", pode ler-se no regulamento do projeto.

Estão abrangidas todas as pessoas recenseadas nas freguesias que já têm o serviço, sendo que no caso de menores, um dos progenitores deve estar recenseado.

Os responsáveis darão prioridade a cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

As marcações, que devem ser feitas num prazo mínimo de 24 horas úteis, podem ser realizadas por telefone e 'email'.

Para operacionalizar o "MOB+" cabe à câmara de Vila Nova de Gaia adquirir a carrinha, sendo a manutenção do transporte da responsabilidade das Juntas de Freguesia.

"A avaliação será feita anualmente juntamente com a autarquia. Prevendo-se que a procura seja superior ao expectável, pondera-se a necessidade de aquisição de mais viaturas para responder às necessidades da população", refere informação enviada à Lusa.

"Este é um programa piloto direcionado a pessoas que têm mais dificuldades de locomoção. Esta espécie de rede municipal de transporte de proximidade já estava a ser testada em Gaia em situações muito especificas [referindo-se ao 'shuttle' do Centro Histórico também dedicado a idosos ou ao serviço de corredor de praia do verão] sendo verdade que a covid-19 veio agilizar o processo porque a qualidade de transporte público piorou", disse, em junho, o presidente da câmara, Eduardo Vítor Rodrigues no lançamento do "MOB+".

Questionado sobre valores para este projeto, Eduardo Vítor Rodrigues apontou para uma estimativa de cerca de 100 mil euros por mês.

À semelhança dos restantes transportes públicos, e de acordo com as normas em vigor da Direção Geral da Saúde, é obrigatório o uso de máscara.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório