Meteorologia

  • 16 JANEIRO 2021
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

Edição

Problemas no Apoiar devem estar "estabilizados" até ao final da semana

A bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) apontou hoje vários erros na ligação ao Apoiar, que classificou como normais tendo em conta que o programa é recente, assegurando que, até ao final da semana, deve estar estabilizado.

Problemas no Apoiar devem estar "estabilizados" até ao final da semana
Notícias ao Minuto

15:02 - 26/11/20 por Lusa

Economia Covid-19

"Existem vários problemas na ligação ao Apoiar. O desejável é que todas as plataformas funcionem bem e não se perca tempo [...], mas também temos que ter a perceção que os problemas vão surgindo quando estamos em testes reais", afirmou Paula Franco, num esclarecimento emitido através da conta da OCC no YouTube.

A bastonária da ordem dos contabilistas assegurou ainda que, "até ao final da semana, deve estar tudo estabilizado".

O programa Apoiar.pt destina-se a micro e pequenas empresas com quebras de faturação, que se integrem nos setores afetados pelas medidas para mitigar a pandemia.

A taxa de financiamento é de 20% do montante da quebra, com limite máximo de 7.500 euros para as microempresas e 40 mil euros para as pequenas empresas.

Já no caso das empresas cuja atividade esteja encerrada administrativamente o limite é alargado para 60 mil euros no caso das pequenas empresas e 11.250 euros para as microempresas.

Durante a sua intervenção, Paula Franco notou que a maioria dos problemas reportados à ordem já foi resolvida, adiantando que a OCC disponibilizou o e-mail [email protected], através do qual os utilizadores podem identificar os problemas encontrados na plataforma, acompanhando-os com um 'print screen' para que os mesmos possam ser resolvidos.

"A questão do IBAN, que alguns bancos não estão a conseguir validar, já reportámos, o erro foi identificado e está a ser resolvido", apontou.

Da mesma forma, foi reportado que as candidaturas não estavam a aparecer na área reservada para validação, um problema que já foi ultrapassado.

Outra das dificuldades encontradas prende-se com os capitais próprios, que aparecem preenchidos como negativos, embora sejam positivos.

A ordem referiu que esse campo, em regra, é alterável, recomendando que a justificação dessa mudança seja incluída no campo das sugestões.

"Quando alterarem o valor, já conseguem fazer o pico no compromisso de honra", sublinhou.

Apesar de lembrar que, face a procura, a plataforma deve ficar lenta, a bastonária da OCC mostrou-se ainda confiante face ao funcionamento da mesma.

"O importante é que, independentemente do tempo que perdemos, que já foi algum, as candidaturas possam ser submetidas", concluiu.

Na quarta-feira, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) disse que, no âmbito da abertura de candidaturas ao programa Apoiar, que inclui as medidas de apoio Apoiar.pt e Apoiar Restauração, "é condição obrigatória que as entidades disponham de contabilidade organizada, um requisito que pode impedir o acesso a 58% das empresas da restauração e bebidas, que são empresários em nome individual (ENI)".

No seu boletim diário, a associação defendeu que os ENI inscritos no regime simplificado devem poder aceder ao programa, "uma vez que este impedimento se trata de uma medida discriminatória perante entidades que são responsáveis por mais de 60.000 dos postos de trabalho da restauração e bebidas".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório