Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Impacto "duríssimo" para restauração. Medidas anunciadas "hoje ou amanhã"

Costa reconhece que o impacto das novas medidas restritivas é "duríssimo" para a restauração. As medidas "especiais" para o setor serão apresentadas "hoje ou amanhã" pelo ministro da Economia.

Impacto "duríssimo" para restauração. Medidas anunciadas "hoje ou amanhã"

O primeiro-ministro, António Costa, reconheceu, esta quarta-feira que o impacto das novas medidas é "duríssimo" para o setor da restauração, mas adiantou que é necessário evitar os contactos à hora de almoço, afastando por isso o recolher obrigatório depois das 15h00. Sobre as novas medidas, Costa acrescentou que serão apresentadas "hoje ou amanhã" pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. 

"Temos em conta que todos os inquéritos nos dizem que 68% das transmissões estão a ocorrer, neste momento, em momentos de convívio, familiar e social. É duro de dizer, mas temos de evitar esses convívios à hora de almoço, foi por isso que limitámos às 13h00. Os restaurantes poderão funcionar em take-away ou entrega ao domicílio", disse o primeiro-ministro, depois de uma audiência com o com secretário-geral da Confederação Europeia de Sindicatos e em declarações transmitidas pela RTP3. 

Costa rejeita, por isso, passar o recolher obrigatório das 13h00 para as 15h00 nos dois próximos fins de semana, conforme defende o setor da restauração.

Porém, admite que o setor dos restaurantes será "o mais afetado" pelas medidas de restrição, reconhecendo que é um "impacto duríssimo" para um segmento que já tem vindo a sofrer as consequências da crise. 

Estão, por isso, a ser preparadas um conjunto de medidas especiais para o setor, que vão ser apresentadas "hoje ou amanhã" por Siza Vieira, disse Costa, sem acrescentar mais detalhes. 

O primeiro-ministro anunciou na segunda-feira que o Governo vai aprovar um pacote específico de apoio à restauração dos concelhos mais atingidos pela Covid-19, procurando compensar a receita que estes estabelecimentos vão perder nos dois próximos fins de semana.

Segundo António Costa, o e-fatura do Portal das Finanças permite saber qual é a receita de cada restaurante, ou durante o último ano, ou no último fim de semana em que há dados disponíveis.

"Portanto, podemos saber qual é a receita que cada um tem e que teoricamente vai perder. Vamos fazer a média (pode ser a média do ano, pode ser só o mês de outubro), mas não está fixado o critério", advertiu, no início da semana.

Ou seja, de acordo com o primeiro-ministro, para a concessão dos apoios, O Governo, através do e-fatura, vai saber qual é a receita de cada um dos restaurantes, "porque não é mesma".

Portugal Continental entrou em estado de emergência, pela quarta vez desde o início da pandemia de covid-19, estando em vigor um conjunto de medidas, algumas apenas aplicáveis aos 121 concelhos de maior risco de contágio pelo novo coronavírus.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório