Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Governo autoriza 750 mil euros para reforço tecnológico alimentar da ASAE

O Governo autorizou hoje, por despacho, encargos de quase 750 mil euros até 2021 para o reforço tecnológico do controlo alimentar feito pela ASAE, no âmbito do projeto ID Crisis - capacitação nacional para resposta a crises alimentares.

Governo autoriza 750 mil euros para reforço tecnológico alimentar da ASAE
Notícias ao Minuto

12:40 - 10/11/20 por Lusa

Economia ASAE

"A operação proposta ID Crisis tem impactos diretos na vigilância do mercado, na deteção de ilícitos, em que se incluem a deteção da fraude alimentar que opera a uma escala global e na defesa da saúde pública no quadro de investigação de toxinfeções alimentares coletivas, bem como na deteção eficaz e tempestiva de contaminantes ambientais, biotoxinas, contaminantes de processo e contaminantes emergentes nos alimentos", explica o executivo no diploma.

Este projeto, divulgado virtualmente nas comemorações dos 15 anos da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), na semana passada, visa potenciar a deteção de contaminantes nos alimentos, com investimentos no laboratório de segurança alimentar da ASAE, integração de redes de dados, reforço tecnológico e metodologias inovadoras que aumentem a eficácia do controlo e garantam a saúde publica e a proteção dos consumidores, ao mesmo tempo diminuem gastos do Estado com saúde.

"Reforçam-se, assim, os direitos dos cidadãos e a capacitação das empresas ao nível da respetiva resiliência face a acontecimentos adversos", afirma o executivo no diploma, lembrando que o controlo da segurança alimentar visa o controlo dos perigos microbiológicos e químicos em toda a cadeia alimentar, de modo a mitigar-se o risco e o seu impacto face à saúde dos consumidores, acautelando-se a manutenção da confiança nas empresas.

"Torna-se por de mais evidente a importância do controlo eficaz da segurança alimentar, com influência direta, quer na saúde pública, quer na credibilidade da atividade das empresas a nível nacional e a nível internacional, no quadro de uma economia global, diminuindo-se, assim, de forma expressiva, os custos de contexto para as empresas e contribuindo-se para a saúde e a qualidade de vida dos consumidores", acrescenta, justificando, assim, 600.999 euros de gastos este ano e 147 mil euros em 2021.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório