Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 19º

Edição

Preparar a 'carteira' para o próximo ano? Sete coisas que deve fazer

Ao fazer um orçamento e uma poupança mensal, se acontecerem imprevistos, estará mais bem preparado e mais confortável financeiramente. Saiba por onde começar.

Preparar a 'carteira' para o próximo ano? Sete coisas que deve fazer
Notícias ao Minuto

16:30 - 04/11/20 por Notícias Ao Minuto 

Economia finanças pessoais

Com 2020 a caminhar para o fim - um ano que foi particularmente desafiante - muitos começam a fazer contas para o ano que se avizinha. Se é o seu caso e já pensa em preparar a 'carteira' para o próximo ano, o Doutor Finanças tem algumas dicas para si. 

"Seja por perda de rendimentos ou por um encargo extra, só quem tiver um orçamento familiar e o cumprir (com a poupança sempre em primeiro lugar) ultrapassará as adversidades financeiras de forma mais tranquila. E é neste contexto que aconselho: invista algum tempo a fazer um planeamento financeiro e garanto-lhe que não se arrependerá", refere Rui Bairrada, CEO do Doutor Finanças.

A clínica especializada em finanças pessoais adianta que as seguintes dicas são essenciais: 

1. Planear o novo ano que aí vem (e o que falta deste) 

"É importante analisar o plano traçado para este ano e fazer um balanço. Através desta análise é possível perceber o que correu bem e aquilo que correu menos bem. Este processo ajuda no momento de fazer o planeamento para 2021, uma vez que se percebe o que deve ser limado e o que deve ser mantido."

2. Poupar no crédito habitação 

"Neste momento o crédito está mais barato, uma vez que a taxa Euribor continua em valores negativos e os spreads estão mais baixos (já existem mesmo bancos a oferecer spreads mínimos abaixo dos 1%). Dada a conjuntura atual, quem tem crédito habitação há mais de dois anos pode estar a perder (muito) dinheiro. (...) Uma forma de se poupar com o empréstimo da casa étransferir o crédito para outra entidade, que ofereça melhores condições, nomeadamente nos outros produtos e serviços associados como os cartões e seguros."

3. Analisar os seguros 

"Embora possa parecer estranho, a verdade é que ainda é usual encontrar quem não saiba ao certo quantos seguros tem e as suas coberturas. Por exemplo, as coberturas duplicadas são muito comuns, contratadas em seguros distintos."

4. Juntar todos os créditos num só 

"Quem tem vários créditos em mãos, como por exemplo um para o automóvel, outro para o computador e um outro crédito pessoal, pode poupar dinheiro se juntar todos os créditos num só, através da consolidação de créditos. Esta é uma solução financeira que permite ter uma única prestação mais baixa e com melhores condições." 

5. Rever e renegociar serviços

"Um exercício fundamental é parar para pensar quanto dinheiro se gasta em coisas que não se utiliza. Quanto é que se gasta em serviços de streaming ou no ginásio e qual a sua utilização? A resposta a estas questões será vital para se perceber se se pode eliminar algum custo. Já serviços como a água, a eletricidade, o gás e telecomunicações, que são despesas tidas como fixas e essenciais, devem ser renegociados com os fornecedores para se tentar obter alguma redução de encargos."  

6. Negociar dívidas

"Há casos em que não é possível fazer a consolidação dos créditos, nomeadamente pessoas que entraram em incumprimento. Nestas situações, a solução pode passar pela negociação dos contratos."

7. Começar já hoje a poupança de 2021

"Independente da situação atual, por muito que se fale em poupança e como pode ser feita, na hora H o maior inimigo é muitas vezes a inércia. Quanto mais cedo se organizar o orçamento e se começar a poupar dinheiro, mais cedo se colhem os frutos desse esforço."

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório