Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Certificado de navegação de pontão do Seixal terminava em novembro

O ministro do Ambiente afirmou hoje, em Vila Nova de Gaia, que as obras de substituição do pontão do cais fluvial do Seixal tinham de ser realizadas agora, porque "o certificado de navegação expira em novembro".

Certificado de navegação de pontão do Seixal terminava em novembro
Notícias ao Minuto

13:45 - 26/10/20 por Lusa

Economia Navegação

"O certificado de navegação daquele pontão expirava em novembro e, por isso, era mesmo agora que tinha de ser. A obra começou em setembro e durante estes 45 dias, infelizmente, não há outra forma", afirmou Matos Fernandes, quando questionado sobre as críticas do presidente da Câmara do Seixal ao timing da empreitada.

O presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, exigiu na sexta-feira a suspensão das obras de substituição do pontão do cais fluvial do concelho "até que sejam encontradas alternativas que não prejudiquem a população".

Numa "tribuna aberta" junto ao Terminal Fluvial do Seixal, o autarca da CDU lembrou que "devido à pandemia [de covid-19] é imprescindível assegurar a segurança da população", que entende estar em risco com a alternativa encontrada pela Transtejo, de assegurar temporariamente o transporte rodoviário dos passageiros entre o Seixal e o cais de Cacilhas, no concelho vizinho de Almada.

Hoje, o ministro do Ambiente de Ação Climática, que falava à margem de uma visita às obras de consolidação e renaturalização da escarpa da Serra do Pilar, entre a Travessa Cabo Simão e a Rua Casino da Ponte, em Vila Nova de Gaia, explicou que "é necessário substituir aquele pontão por outro muito mais robusto".

Isso "não pode ser feito com a operação em funcionamento", frisou.

"Lamentamos, obviamente, o transtorno que estamos a causar. É verdade estão a demorar mais 25 minutos a chegar a Lisboa, lamentamos profundamente, mas é durante 45 dias, não há outra forma de fazer aquela obra sem suspender a operação", afirmou.

O ministro considerou ainda que a sugestão alternativa que foi apresentada pelo presidente da Câmara do Seixal é "faz perigar a segurança de quem utiliza aquele transporte fluvial".

"Com todo o respeito, o presidente da Câmara do Seixal não tem razão e a sugestão que faz não tem sentido", observou.

Matos Fernandes acrescentou que "durante as duas últimas semanas a Transtejo, durante três ou quatro vezes ao dia, tentou falar" com o autarca, "mas ele nunca atendeu o telefone".

"Provavelmente, estaria reunido com especialistas", disse.

O autarca do Seixal, Joaquim Santos, juntou-se aos protestos da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS) e da União dos Sindicatos de Setúbal (USS), que exigiram na sexta-feira a suspensão das obras no terminal do Seixal, por considerarem que houve falhas na comunicação aos trabalhadores e utentes.

Num ofício enviado conjuntamente ao ministro João Matos Fernandes e à administração da Transtejo, a FECTRANS e a USS indicam que "trabalhadores e utentes foram surpreendidos com o anúncio desta obra, que implica o encerramento do terminal" e que não houve "informação aos trabalhadores abrangidos, nomeadamente como vai ser a organização do trabalho nos próximos tempos, colocando também os utentes com a opção, de um dia para outro, de passarem a ter mais tempo de percurso nas suas viagens diárias".

Na quinta-feira, a Transtejo informou que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa seria suspensa por 45 dias, devido a obras de melhoramento, sendo assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada.

Segundo a administração da Transtejo, a obra no terminal do Seixal abrange uma área total de 450 metros quadrados que "não é compatível com a operação fluvial, pelo que a empresa é forçada a suspender a atracação".

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa, enquanto a Soflusa é responsável por ligar o Barreiro à capital.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório