Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Banca espanhola pede ao BCE que deixe distribuir dividendos em 2021

Grandes bancos como o Santander, BBVA, CaixaBank e Sabadell dizem que esta proibição afasta o interesse dos investidores.

Banca espanhola pede ao BCE que deixe distribuir dividendos em 2021

Grandes bancos espanhóis têm uma visão comum: a proibição da distribuição de dividendos está a afastar o interesse dos investidores, o que leva a que o seu desempenho em bolsa seja limitado. Por este motivo, pedem ao Banco Central Europeu (BCE) que permita a distribuição dos lucros pelos acionistas no próximo ano. 

O jornal espanhol El País lembra que, na altura, a Autoridade Bancária Europeia (EBA) e o BCE explicaram que os bancos precisavam do capital para poderem emprestar aos clientes em resposta à crise gerada pela pandemia. Em troca, seriam flexibilizadas as regras contabilísticas.  

Porém, o fraco desempenho em bolsa está a ser atribuído à redução do apetite por parte dos investidores, uma vez que as instituições bancárias não distribuem dividendos. Esta é, pelo menos, a opinião de grandes bancos espanhóis como o Santander, BBVA, CaixaBank e Sabadell.

O BCE prolongou, em julho, a recomendação que dirigiu aos bancos para que não paguem dividendos nem recomprem ações até ao dia 1 de janeiro de 2021, de acordo com um comunicado emitido pela instituição. 

"Esta recomendação atualizada sobre a distribuição de dividendos permanece temporária e excepcional e visa preservar a capacidade dos bancos de absorver perdas e apoiar a economia neste ambiente de incerteza excepcional", sublinhou na altura o BCE

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório