Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Bolsas europeias em alta animadas com possíveis estímulos nos EUA

As principais bolsas europeias abriram hoje em alta, a seguir a tendência de Wall Street, animadas com os possíveis estímulos orçamentais nos Estados Unidos para fazer frente à crise provocada pela pandemia.

Bolsas europeias em alta animadas com possíveis estímulos nos EUA
Notícias ao Minuto

08:59 - 09/10/20 por Lusa

Economia Bolsas

Cerca das 08:50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,35% para 369,59 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt avançavam 0,36%, 0,42% e 0,10%, bem como a Madrid, que se valorizava 0,01%.

Milão era a exceção, já que descia 0,03%.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa invertia a tendência e, cerca das 08:50, o principal índice, o PSI20, recuava 0,42% para 4.204,70 pontos.

As bolsas europeias, à exceção de Milão, estavam hoje a seguir a tendência de Wall Street na quinta-feira, que terminou em alta com os investidores otimistas, ainda que cautelosos, face a possível aprovação de novas medidas de estímulo orçamental pelo Congresso dos Estados Unidos.

O Partido Democrata e a Casa Branca retomaram na quinta-feira as negociações de um novo pacote de ajudas para fazer frente aos efeitos da pandemia, mas não houve sinais de que estivessem próximos de romper o atual bloqueio, segundo analistas citados pela Efe.

Hoje soube-se que a Bolsa de Londres -London Stock Exchange Group (LSE)- acordou vender a Bolsa Italiana ao operador bolsista paneuropeu Euronext por 4.325 milhões de euros.

Na quinta-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em alta, com o Dow Jones a subir 0,43% para 28.425,51 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a valorizar-se 0,55% para 11.420,98 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1775 dólares, contra 1,1755 dólares na quinta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 43,35 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 43,34 dólares na quinta-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório