Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Taxas Euribor caem para novo mínimo a 12 meses e sobem a seis meses

As taxas Euribor desceram hoje a três e a 12 meses, no prazo mais longo para um novo mínimo de sempre, e subiram a seis meses em relação a quinta-feira.

Taxas Euribor caem para novo mínimo a 12 meses e sobem a seis meses
Notícias ao Minuto

10:43 - 02/10/20 por Lusa

Economia Euribor

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, subiu hoje para -0,473%, mais 0,008 pontos, contra o atual mínimo de sempre, de -0,481%, verificado em 1 de outubro.

Em 23 de abril, a Euribor subiu para -0,114%, atual máximo desde pelo menos janeiro de 2015.

Em sentido inverso, no prazo de 12 meses, a taxa Euribor desceu hoje para -0,449%, menos 0,007 pontos e um novo mínimo de sempre.

A Euribor a 12 meses subiu para o máximo desde pelo menos janeiro de 2015, de -0,053%, em 22 de abril.

A Euribor a três meses também recuou hoje, para -0,505%, menos 0,007 pontos, depois de ter descido em 22 de setembro para -0,508%, atual mínimo de sempre registado pela primeira vez em 21 de setembro.

Em 23 de abril, a Euribor a três meses subiu para -0,161% em 23 de abril, um máximo desde pelo menos janeiro de 2015.

A evolução das taxas de juro Euribor está intimamente ligada às subidas ou descidas das taxas de juro diretoras do Banco Central Europeu (BCE).

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 2015, em 21 de abril, 06 de novembro e 05 de fevereiro, respetivamente.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório