Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Bolsas europeias em baixa, à espera de novo pacote de estímulos nos EUA

As principais bolsas europeias abriram hoje em baixa, com os investidores à espera da aprovação de um novo pacote de estímulos económicos nos Estados Unidos a curto prazo.

Bolsas europeias em baixa, à espera de novo pacote de estímulos nos EUA

Cerca das 08:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 descia 0,34% para 362,14 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,31%, 0,37% e 0,49%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizavam 0,57% e 0,42%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa invertia a tendência e, cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, caía 0,43% para 4.071,09 pontos.

Além de esperarem a aprovação de um novo pacote de estímulos orçamentais e com as dúvidas sobre a recuperação económica perante o crescente número de países que restringiram os movimentos de cidadãos para fazer frente à segunda vaga de covid-19, os investidores vão estar hoje pendentes do primeiro debate eleitoral entre o Presidente norte-americano, Donald Trump, e o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, e do inquérito à confiança do consumidor do Conference Board.

Na Europa, os investidores aguardam hoje a publicação da taxa de inflação preliminar em setembro na Alemanha e o sentimento de confiança de setembro na zona euro.

Como pano de fundo, as tensões entre Washington e Pequim mantêm-se depois de no domingo um juiz federal norte-americano ter bloqueado a ordem de Donald Trump, de proibir as descargas da TikTok.

Na segunda-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em alta, com o Dow Jones a subir 1,51% para 27.584,06 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a valorizar-se 1,87% para 11.117,53 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1671 dólares, contra 1,1656 dólares na segunda-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu com tendência descendente, a cotar-se a 42,20 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 42,43 dólares na segunda-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório