Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 20º

Edição

TAP chega a acordo com a Airbus para adiar entrega de 15 aviões

O anúncio foi feito pela companhia aérea, na segunda-feira, em comunicado enviado à CMVM.

TAP chega a acordo com a Airbus para adiar entrega de 15 aviões

A TAP anunciou, na segunda-feira, que chegou a acordo com a Airbus no sentido de adiar a entrega de 15 novos aviões, de acordo com um comunicado enviado pela companhia aérea à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O objetivo é poupar cerca de 857 milhões de euros.

"Foi renegociada com a Airbus o diferimento das datas de entrega de 13 aeronaves A320neo de 2012-2022 para 2025-2027 e do diferimento da data de entrega dos [dois] A330neo de 2022 para 2024", pode ler-se no comunicado. 

A companhia aérea acrescenta ainda que estas alterações ao contrato permitirão reduzir o investimento em aproximadamente mil milhões de dólares (aproximadamente 857 milhões de euros) e alinhar com o "atual momento de mercado". 

"Relativamente ao acordo já alcançado com a Airbus, este altera os contratos de aquisição de aeronaves das famílias A320neo e A330neo, permitindo reduzir o CAPEX nos anos 2020-2022 em aproximadamente USD 1.000 milhões, por forma a alcançar um melhor alinhamento com o atual momento de mercado e as perspetivas para os próximos 18-24 meses", refere a companhia. 

Lembra ainda a companhia aérea que está contratada com a Airbus a compra de 53 aeronaves (39 A320 NEO Family e 14 A330 NEO) a receber entre 2018 e 2025.

"Esta encomenda decorre da novação à TAP S.A. do contrato de aquisição previamente negociado e assinado entre a Airbus e a DGN Corporation. Destas, foram celebrados até ao presente, contratos de cedência de posição contratual com subsequente leaseback e contratos de sale and leaseback para 18 aeronaves, das quais já foram recebidas 17 aeronaves", pode ler-se. 

A TAP registou 582 milhões de euros de prejuízo no primeiro semestre, valor que compara com um resultado líquido negativo de 112 milhões apurado em igual período de 2019, comunicou a companhia aérea à CMVM.

A empresa adiantou que a operação e resultados foram "significativamente impactados pela quebra de atividade a partir de março", face à pandemia da Covid-19.

O Conselho de Ministros aprovou em 17 de julho a concessão de um empréstimo de até 1.200 milhões de euros à TAP, em conformidade com a decisão da Comissão Europeia. A primeira tranche do empréstimo, de 250 milhões de euros, chegou à TAP no dia 17 de julho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório