Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

'Stock' de crédito a empresas atinge valor mais alto em dois anos

O total de empréstimos a empresas atingiu 71.731 milhões de euros no final de agosto, o valor mais elevado desde agosto de 2018, segundo dados hoje divulgados pelo banco central.

'Stock' de crédito a empresas atinge valor mais alto em dois anos
Notícias ao Minuto

14:29 - 25/09/20 por Lusa

Economia Crédito

Segundo as estatísticas do Banco de Portugal (BdP), o 'stock' dos empréstimos concedidos pelos bancos às empresas em agosto (de 71,731 mil milhões de euros) compara com 71.585 milhões de euros de julho e 69.502 milhões de euros de agosto de 2019.

O crédito malparado nas empresas representava, em agosto, 4,0% do crédito total, ligeiramente abaixo dos 4,1% de julho e abaixo dos 6,9% de agosto de 2019.

Já quanto ao 'stock' de empréstimos aos particulares, aumentou para 119.519 milhões de euros em agosto, face aos 119.176 milhões de euros de julho e aos 118.051 milhões de euros do mês homólogo, o valor mais elevado desde novembro de 2015.

Nos particulares destacam-se os empréstimos à habitação, cujo valor ascendia a 93.786 milhões de euros em agosto, abaixo dos 93.618 milhões de euros de julho e acima dos 92.974 milhões de euros de agosto de 2019.

No crédito ao consumo, o 'stock' do valor concedido em agosto era de 19.222 milhões de euros, acima de julho (19.058 milhões de euros) e do mês homólogo de 2019 (18.099 milhões de euros).

Os empréstimos para outros fins totalizavam 6.511 milhões de euros em agosto, mais 10 milhões de euros do que em julho, mas abaixo dos 6.978 milhões de euros de agosto do ano passado.

Quanto ao malparado, no crédito à habitação manteve-se em agosto nos 0,7%, o mesmo valor de julho e abaixo dos 1,3% do mesmo mês do ano passado.

Já no crédito ao consumo e outros fins, o malparado representava 6,6% em agosto, abaixo quer dos 6,7% de julho, quer dos 7,5% de agosto de 2019.

Analisando pelo número total de devedores (e não pelos montantes do crédito), segundo o Banco de Portugal, 9,3% dos particulares tinham em agosto empréstimos vencidos, a mesma proporção de julho, mas acima dos 9,1% de agosto de 2019.

Já nas empresas, o número de devedores era de 18,8% do total em agosto, o mesmo nível de julho e abaixo dos 19,4% do mês homólogo.

Devido à crise económica provocada pela pandemia de covid-19, estão em vigor empréstimos às empresas com garantias do Estado, assim como a suspensão dos pagamentos das prestações de créditos de particulares e de empresas (capital e/ou juros) até março de 2021.

Ainda segundo os dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal, os depósitos de particulares nos bancos residentes diminuíram dos 159.210 mil milhões de euros no final de julho para 157.985 milhões de euros em agosto (148.180 milhões de euros em agosto de 2019).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório