Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2020
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Número de desempregados inscritos no IEFP sobe. Já há mais de 409 mil

Para o aumento do desemprego registado contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os mulheres, adultos com idade igual ou superior a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário, segundo o IEFP.

Número de desempregados inscritos no IEFP sobe. Já há mais de 409 mil

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego voltou a subir em agosto. Há agora mais de 409 mil inscritos, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). 

"No fim do mês de agosto de 2020, estavam registados, nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 409.331 indivíduos desempregados, número que representa 74,5% de um total de 549.549 pedidos de emprego", pode ler-se no relatório divulgado pelo IEFP

O total de desempregados registados no país foi, assim, superior ao verificado no mesmo mês de 2019 (+105.001 ; +34,5%) e face ao mês anterior(+2.029 ; +0,5%).

Para o aumento do desemprego registado contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os mulheres, adultos com idade igual ou superior a 25 anos, os inscritos há menos de um ano, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o secundário.

Do ponto de vista regional, no mês de agosto, o desemprego registado aumentou na generalidade das regiões, com excepção da Região Autónoma dos Açores. Dos aumentos homólogos, o mais pronunciado deu-se na região do Algarve (+177,8%). No oposto encontra-se a região dos Açores com -1,3%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório