Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Desemprego na OCDE cai para 7,7%, mas fica 2,5 pontos acima de fevereiro

O desemprego na OCDE caiu para os 7,7% em julho, dos 8% registados no mês anterior, mas permanece 2,5 pontos percentuais acima de fevereiro, antes da pandemia atingir o mercado laboral.

Desemprego na OCDE cai para 7,7%, mas fica 2,5 pontos acima de fevereiro
Notícias ao Minuto

11:08 - 09/09/20 por Lusa

Economia Desemprego

De acordo com a informação divulgada hoje pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a queda mensal da média esconde, contudo, fortes diferenças regionais entre os países membros da organização.

Na zona euro, a taxa de desemprego em julho avançou pelo quarto mês consecutivo para os 7,9% (dos 7,7% de junho e 7,3% em fevereiro), com subidas de 0,3 pontos percentuais em França, Irlanda, Itália e Portugal.

No Japão, a taxa de desemprego subiu marginalmente dos 2,8% para os 2,9% em junho e é agora 0,5 pontos percentuais mais elevada do que em fevereiro.

Por outro lado, no Canadá e nos EUA, a taxa de desemprego em julho caiu de forma acentuada (1,4 e 0,9 pontos percentuais, respetivamente), para 10,9% e 10,2%, refletindo declínios no número de pessoas temporariamente em 'lay-off'. As taxas de desemprego em julho, no entanto, permaneceram 5,3 e 6,7 pontos percentuais acima de fevereiro.

Dados antecipados de agosto sinalizam uma nova descida no 'lay-off' temporário, indicando que o desemprego baixou no Canadá (para 10,2%) e nos EUA (para 8,4%).

Ainda que o desemprego da OCDE entre os jovens (entre os 15 e os 24 anos) tenha descido 0,6 pontos percentuais em julho, permaneceu 4,9 pontos percentuais acima do que em fevereiro e mais que o dobro dos desempregados com mais de 25 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 893.524 mortos e infetou mais de 27,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.846 pessoas das 60.895 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório