Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Trabalhar no Interior? Candidaturas abertas para atribuição de apoios

A medida Emprego Interior MAIS tem como objetivo conceder um "apoio financeiro direto" a quem se mude para o Interior do país para trabalhar.

Trabalhar no Interior? Candidaturas abertas para atribuição de apoios
Notícias ao Minuto

18:17 - 20/08/20 por Notícias ao Minuto

Economia Governo

O Ministério do Trabalho da Solidariedade e Segurança Social anuncia que as candidaturas à medida Emprego Interior MAIS, que integra o programa 'Trabalhar no Interior', arrancaram esta quinta-feira (dia 20). 

Em comunicado, a tutela recorda que as candidaturas abriram às 9h00 de hoje e podem ser realizadas através da página de IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional, que "irá operacionalizar este incentivo".

"Através desta medida, os trabalhadores que se mudem para os territórios do Interior para trabalhar têm acesso a um apoio financeiro direto", é sublinhado.

O apoio financeiro a conceder será de 2.633 euros, "a que acresce uma majoração de 20% por cada elemento do agregado familiar (até ao limite de 1.316 euros)". O custo de transportes de bens, "até ao limite de 878 euros", também será comparticipado.

Esta medida, relembra o Ministério, "vai disponibilizar um apoio inicial de até 4.827 euros para os trabalhadores que decidam mudar-se para o Interior". 

Podem usufruir deste incentivo, os trabalhadores desempregados ou empregados à procura de novo emprego: "Os beneficiários terão de ter um contrato a tempo completo (com duração mínima superior a um ano) e está também abrangida a criação do próprio emprego". 

As candidaturas terão de ser submetidas nos 90 dias seguintes à celebração de contrato de trabalho ou da criação do próprio emprego ou empresa. 

Um apoio para além da Medida +CO3SO Emprego Interior

No final de julho já tinha sido aberta a medida +CO3SO Emprego Interior, para apoio à contratação de trabalhadores, preferencialmente qualificados, por parte de Pequenas e Médias Empresas (PME) já existentes ou a criar e com atividade no interior. A medida +CO3SO apoia também a criação do próprio emprego ou do próprio negócio.

"No âmbito desta medida, uma empresa sediada no litoral que contrate um trabalhador e o coloque em teletrabalho em territórios do Interior terá os mesmos apoios de que beneficiam as empresas sediadas no interior", de acordo com o Governo, sendo que os apoios são solicitados pelas empresas junto dos Grupos de Ação Local (GAL) dos respetivos territórios.

Os apoios concedidos no âmbito da medida + CO3SO Emprego Interior são pagos à empresa durante 36 meses e podem atingir o valor de 1.900 euros por mês.

Para esta duas medidas previstas no Programa de Valorização do Interior, o Governo irá canalizar 63 milhões de euros. As medidas são financiadas com fundos europeus dos Programas Operacionais Regionais Norte 2020, Centro 2020, Alentejo 2020 e CRESC Algarve 2020.

Estas medidas de apoio do Governo são o resultado de um trabalho conjunto entre o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e o Ministério da Coesão Territorial.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório