Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2020
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

875 milhões do quadro financeiro poderá ser para desenvolvimento rural

A atual proposta para o próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP), que ainda está em negociações, poderá representar 875 milhões de euros para Portugal aplicar no desenvolvimento rural, anunciou hoje, em Lisboa, a ministra da Agricultura.

875 milhões do quadro financeiro poderá ser para desenvolvimento rural
Notícias ao Minuto

19:08 - 14/07/20 por Lusa

Economia Ministra da Agricultura

"O Quadro Financeiro Plurianual está ainda em negociações e a última proposta, apresentada pela Comissão Europeia, apresenta mais 7,4%, ou seja, um reforço de 24 milhões de euros, a preços constantes para a PAC [Política Agrícola Comum], apresentando um envelope a aplicar em três anos com um suplemento de 15 mil milhões de euros, para todos os Estados-membros, alocados ao desenvolvimento rural", indicou Maria do Céu Albuquerque, em resposta aos deputados, numa audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar.

Conforme explicou a governante, esta proposta, que poderá receber, brevemente, 'luz verde', implicará a atribuição de 875 milhões de euros, a preços constantes, a aplicar no desenvolvimento rural.

Assim, caso a proposta se mantenha, a PAC irá ganhar mais 542 milhões de euros, uma subida de quase 6%.

"Desde o primeiro dia que há pontos que, para nós, são fundamentais e dos quais não abrimos mão, como manter o orçamento nominal da PAC", apontou a governante.

O executivo português bateu-se ainda por outros pontos, como o orçamento para o setor do vinho e a manutenção das verbas no âmbito do Posei, o subprograma para a região Autónoma dos Açores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório