Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Mercado de luxo? 70% dos investidores mantêm investimentos

Quais serão os setores mais afetados? E quais serão os mais rápidos a recuperar?

Mercado de luxo? 70% dos investidores mantêm investimentos
Notícias ao Minuto

15:30 - 13/07/20 por Notícias Ao Minuto 

Economia mercado de luxo

Um estudo realizado pela Deloitte revela que no ambiente pós-pandemia 70% dos investidores vão manter os seus investimentos no mercado de luxo, com destaque para as categorias de vestuário & acessórios, cosméticos & perfumes e luxo digital.

"Após a queda em 2020, devido ao impacto da Covid-19, o mercado de bens pessoais de luxo deverá atingir até 2025, 1,1 vezes o nível de vendas registado em 2019. De acordo com o estudo da Deloitte, o mercado antevê que os hotéis de luxo, a indústria de cruzeiros, relógios & joias e móveis de luxo sejam os setores mais afetados pela pandemia", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Por seu turno, cosméticos & perfumes e aviões particulares serão os menos afetados.

"No que toca ao ritmo de recuperação pós-Covid-19, hotéis de luxo, vestuário &acessórios e cosméticos & perfumes terão uma retoma mais rápida, beneficiando da reabertura de fronteiras e do aumento do foco nas vendas online", de acordo com as conclusões do estudo. 

Além disso, relativamente aos bens pessoais de luxo, espera-se que a Europa e América sofram uma maior contração da procura, com uma queda esperada nas vendas de 30 a 40% e tempo de recuperação esperado de entre 12 a 18 meses. "As estratégias mais adotadas para superar a crise serão o foco dos canais de distribuição online, marketing e promoção digital e sustentabilidade ambiental", pode ler-se.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório