Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2020
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

CP. Compra de carruagens é "grande negócio ao alcance de muito poucos"

A CP - Comboios de Portugal comprou 51 carruagens à Renfe por 1,6 milhões de euros.

CP. Compra de carruagens é "grande negócio ao alcance de muito poucos"

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, disse esta segunda-feira que o negócio que a CP - Comboios de Portugal fez com a Renfe, com a compra de 51 carruagens por 1,6 milhões de euros, foi um "grande negócio", adiantando que as mesmas terão ainda de ser intervencionadas e estarão em funcionamento entre dezembro e janeiro

"Estamos disponíveis não só para ensinar outros estados estrangeiros a fazer bons negócios, mas também a muitos privados, porque comprar 51 carruagens destas por um milhão e 650 mil euros foi um bom e grande negócio ao alcance de muito poucos", disse Pedro Nuno Santos. 

Pedro Nuno Santos, que acompanhou a receção das primeiras 18 carruagens adquiridas pela CP, em Matosinhos, detalhou que "foram compradas 51 carruagens à Renfe por 1,6 milhões de euros e terão de ser intervencionadas, obviamente, mas não esperamos gastar mais de 130 mil a 150 mil por cada uma, a mais dos 1,6 milhões de euros", disse, em declarações transmitidas pela SIC Notícias. 

O anúncio desta aquisição tinha sido já adiantado, na semana passada, pelo ministro numa audição parlamentar, detalhando que estas carruagens se vão destinar aos serviços de "longo curso e regionais".

Ver esta publicação no Instagram

Na audição regimental de hoje no Parlamento tive oportunidade de falar mais uma vez da TAP, para dizer que o Governo não deixará cair a nossa companhia aérea. Se o privado não aceitar as condições do Estado nós teremos de intervencionar a empresa. Falei também da Ferrovia e da importante vitória para a CP por finalmente o Tribunal de Contas ter dado visto prévio ao Contrato de Serviço Público. E dei ainda nota da compra de 51 carruagens que fizemos agora à Renfe para o longo curso e regionais. A Habitação, com a defesa de construção de um parque público, e o empenho do Governo em dar resposta à emergência colocada pela pandemia. Vamos por isso acelerar a aprovação dos empréstimos pedidos ao IHRU para pagar as rendas, num prazo razoável e sob compromisso de honra do requerente, com prova da quebra de rendimentos nos 60 dias seguintes. #mih #pns #pns_mih #parlamento #xxiigoverno #assembleiadarepublica #ferrovia #tap #habitação

Uma publicação partilhada por Pedro Nuno Santos (@pnunosantos) a 30 de Jun, 2020 às 6:19 PDT

"Sobre a TAP não vou dizer nada", disse Pedro Nuno Santos, quando questionado sobre a necessidade de a companhia aérea necessitar de mais dinheiro do Estado. "Podem tentar, sobre a TAP direi zero", concluiu. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório