Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2020
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Afinal, trabalhadores em lay-off podem ou não gozar férias?

"Nada impede o gozo ou a marcação de férias durante o período de aplicação do lay-off", sublinha a DGERT, num esclarecimento conjunto com a ACT.

Afinal, trabalhadores em lay-off podem ou não gozar férias?

Os trabalhadores em lay-off podem gozar férias. A garantia é dada pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), num esclarecimento conjunto com a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), respondendo a várias dúvidas que têm sido levantadas nos últimos dias. 

"Nada impede o gozo ou a marcação de férias durante o período de aplicação do lay-off, desde que nos termos decorrentes do Código do Trabalho, podendo haver lugar, na falta de acordo, e com as devidas limitações, à marcação unilateral de férias pelo empregador", pode ler-se. 

Além disso, de sublinhar que "durante o período de férias, o trabalhador em lay-off tem direito a receber o subsídio de férias que lhe seria devido em condições normais de trabalho, ou seja sem qualquer redução, e sendo integralmente suportado pela empresa", refere o mesmo comunicado. 

Quanto é que o trabalhador recebe durante o período de férias? "Durante o período de férias, o trabalhador em lay-off tem direito a receber a receber um montante mínimo igual a dois terços da sua retribuição normal ilíquida, ou o valor da retribuição mínima mensal garantida correspondente ao seu período normal de trabalho, consoante o que for mais elevado".

Pode consultar o esclarecimento completo sobre o tema da DGERT e da ACT aqui

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório