Meteorologia

  • 09 JULHO 2020
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

África do Sul com recessão de 2% mesmo antes da pandemia

A economia da África do Sul registou uma contração de 2% no primeiro trimestre deste ano, cumprindo nove meses consecutivos de quebra antes de sofrer o impacto da pandemia de covid-19, que deverá aprofundar o crescimento negativo.

África do Sul com recessão de 2% mesmo antes da pandemia
Notícias ao Minuto

15:39 - 30/06/20 por Lusa

Economia Covid-19

De acordo com os dados do instituto de estatísticas local, citado pela agência de notícias espanhola Efe, a economia mais industrializada do continente africano registou quebras de 1,4% e de 0,8% nos dois últimos trimestres do ano passado, antes de a pandemia de covid-19 aprofundar as debilidades já existentes.

Os dados hoje conhecidos são revelados quase uma semana depois de o Governo apresentar novas previsões para a economia, revistas para levar em conta o impacto das medidas de isolamento social e de confinamento, aprovadas em 26 de março.

De acordo com o ministro das Finanças, a África do Sul vai sofrer a pior crise dos últimos 90 anos e deverá ver o Produto Interno Bruto (PIB) cair 7,2% este ano.

O défice das contas públicas vai alargar-se para 15,7% do PIB, ao passo que a dívida pública subirá para 87,4% da riqueza nacional, e o desemprego no primeiro trimestre alargou-se para mais de 30%.

Na segunda-feira, na apresentação da atualização das previsões económicas para a África subsaariana, o Fundo Monetário Internacional atualizou a previsão de crescimento para o país, antecipando agora uma quebra de 8% no PIB, uma degradação face aos 5,8% antecipados em abril.

O número de mortos em África devido à covid-19 subiu para 9.657, mais 173 nas últimas 24 horas, em mais de 382 mil casos, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

A África Austral regista o maior número de casos (143.590) e contabiliza 2.524 mortos, a grande maioria concentrada na África do Sul, o país com mais infetados em todo o continente (138.134) e que regista 2.456 vítimas mortais.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 505.500 mortos e infetou mais de 10,32 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório