Meteorologia

  • 04 JULHO 2020
Tempo
30º
MIN 16º MÁX 34º

Edição

Confiança dos consumidores recupera "parcialmente" após fortes reduções

Também o indicador de clima económico aumentou em maio e junho, sobretudo no último mês, após ter atingindo em abril o valor mínimo da série.

Confiança dos consumidores recupera "parcialmente" após fortes reduções

Os indicadores da confiança dos consumidores e de clima económico mantiveram a tendência de recuperação em junho, depois das fortes reduções registadas em abril por causa da pandemia, de acordo com os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta segunda-feira. 

"Em junho, o indicador de confiança dos Consumidores continuou a recuperar parcialmente, após ter apresentado em abril a maior redução face ao mês anterior e o valor mínimo desde maio de 2013. O indicador de clima económico aumentou em maio e junho, sobretudo no último mês, após ter atingindo em abril o valor mínimo da série", pode ler-se no relatório do INE

Segundo o INE, os indicadores de confiança recuperaram em todos os setores, com destaque para a indústria transformadora, "que registou o maior aumento da série, depois de ter registado o mínimo da série no mês anterior".

"O aumento do indicador de confiança dos consumidores em junho resultou do contributo positivo de todas as componentes, perspetivas relativas à evolução da situação económica do país, da condição financeira do agregado familiar e da realização de compras importantes, bem como das opiniões sobre a evolução passada da situação financeira do agregado familiar", segundo a agência de estatísticas. 

Quanto à construção e obras públicas e no comércio, os indicadores recuperaram parcialmente em maio e junho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório