Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

PSI20 seguia em baixa com Jerónimo Martins a evitar maiores perdas

A bolsa de Lisboa seguia a negociar em baixa, de novo com a tendência de abertura, alinhada com as principais congéneres europeias, e com as ações da Jerónimo Martins a evitarem maiores perdas.

PSI20 seguia em baixa com Jerónimo Martins a evitar maiores perdas
Notícias ao Minuto

09:55 - 18/06/20 por Lusa

Economia PSI20

Na quarta-feira, o principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20, encerrou com uma subida de 0,41% para 4.450,47 pontos, acompanhando a tendência positiva da maioria das bolsas europeias.

Hoje, pelas 08:50, o PSI20 seguia a recuar 0,91% para 4.449,54 pontos, com nove ações em alta, seis em baixa e três inalteradas.

A Jerónimo Martins e a Sonae Capital seguiam a avançar 0,90% e 0,71% para 15,64 euros e 0,56 euros, respetivamente.

A Galp e a EDP seguiam a avançar 0,32% e 0,19% para 11 euros e 4,20 euros.

A EDP Renováveis seguia em alta de 0,17% para 11,72 euros.

Do lado das perdas, a Ibersol e o BCP eram as empresas que mais caíam, com as ações a desvalorizarem-se 2,71% e 1,11% para 5,74 euros e 0,12 euros, respetivamente.

Lisboa seguia alinhada com as principais bolsas europeias, que abriram hoje em baixa, muito pendentes dos novos surtos de covid-19 em todo o mundo, que podem pôr em risco o regresso da atividade e a recuperação económica.

As bolsas europeias estão receosas com os novos casos de covid-19, principalmente na China e em alguns Estados dos Estados Unidos, e preocupados com os novos focos de risco geopolítico (Coreia do Norte e do Sul ou o surto de violência na fronteira entre a China e a Índia).

Na quarta-feira, o dia foi marcado por uma elevada volatilidade, já que os investidores se debatiam entre o otimismo face às medidas de estímulo aprovadas por diferentes bancos centrais e a melhoria dos dados macroeconómicos, e o pessimismo face aos novos surtos de covid-19 em todo o mundo.

Justamente na quarta-feira, a Alemanha anunciou o seu maior surto de covid-19 desde que iniciou o desconfinamento no início de maio.

Hoje, os investidores vão estar pendentes da decisão adotada pelo Banco de Inglaterra sobre as taxas de juro, a publicação do boletim económico do Banco Central Europeu (BCE), e os dados dos subsídios de desemprego semanais nos Estados Unidos.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1245 dólares, contra 1,1231 dólares na quarta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto também abriu com tendência positiva, a cotar-se a 40,82 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 40,71 dólares na quarta-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório