Meteorologia

  • 01 AGOSTO 2021
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Covid-19 levou ao cancelamento de 79,2% das reservas. Onde houve mais?

O Arquipélago da Madeira foi a região que apresentou maior peso de estabelecimentos com cancelamentos de reservas, segundo o INE.

Covid-19 levou ao cancelamento de 79,2% das reservas. Onde houve mais?

O setor do turismo está a ser um dos mais penalizados pela pandemia da Covid-19. Os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo INE revelam que quase 79,2% dos estabelecimentos assinalaram que a pandemia motivou o cancelamento de reservas agendadas para os meses de março a agosto

Este aumento foi mais expressivo na Região Autónoma da Madeira, seguido pela Região Autónoma dos Açores, pela Área Metropolitana de Lisboa e pelo Algarve

"A Região Autónoma Madeira foi a região que apresentou maior peso de estabelecimentos com cancelamentos de reservas (90,6% dos estabelecimentos e 98,6% da capacidade oferecida), seguindo-se a Região Autónoma Açores (89,9% e 96,8%, respetivamente), a Área Metropolitana Lisboa (85,0% e 94,4%, pela mesma ordem) e o Algarve (82,2% e 92,7%, respetivamente)", pode ler-se no relatório do INE

O mesmo relatório revela que na hotelaria, os estabelecimentos com cancelamentos de reservas devido à pandemia da Covid-19 representaram 92,5% do total. Nos estabelecimentos de alojamento local, estes estabelecimentos corresponderam a 75,8% do total e no turismo no espaço rural e de habitação representavam 68,8% do total.

setor do turismo registou em março uma quebra de quase 50% do número de hóspedes para 701 mil, de acordo com os dados do INE. O número de dormidas também sofreu uma queda de 58,5% para 1,9 milhões. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório