Meteorologia

  • 02 JULHO 2020
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Zona euro com recessão de 7,5% e UE de 7,1% em 2020

A zona euro deverá registar uma recessão de 7,5% em 2020, e a União Europeia de 7,1%, devido à pandemia de covid-19, de acordo com as Previsões Económicas Mundiais hoje divulgadas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Zona euro com recessão de 7,5% e UE de 7,1% em 2020
Notícias ao Minuto

13:38 - 14/04/20 por Lusa

Economia FMI/Previsões

Segundo os números do FMI, depois de um crescimento de 1,1% em 2019, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro, composto pelos 19 países da União Europeia que usam a moeda única, deverá recuar 7,5% em 2020, crescendo 4,7% em 2021.

Com os efeitos económicos da pandemia de covid-19, o desemprego na área do euro deverá subir para os 10,4%, de acordo com as projeções do FMI, um número acima dos 7,6% registados no ano passado e da recuperação para 8,9% projetada para 2021.

Já a inflação, que foi de 1,2% em 2019, baixará para os 0,2% como efeito da crise neste ano, mas recuperará para os 1,0% em 2021, de acordo com os números hoje divulgados pelo FMI.

No seu todo, a economia da União Europeia (composta por 27 países, depois da saída do Reino Unido em 01 de fevereiro), deverá contrair-se em 7,1% em 2020, depois de um crescimento de 1,7% em 2019.

De acordo com o FMI, em 2021 o crescimento do PIB da União Europeia será de 4,8%.

O fundo liderado por Kristalina Georgieva antecipa que a economia mundial tenha uma recessão de 3% em 2020, fruto do apelidado "Grande Confinamento" devido à pandemia de covid-19, de acordo com as Perspetivas Económicas Mundiais hoje divulgadas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório