Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Renault suspende dividendo de 2019 e reduz salários da administração

A fabricante automóvel francês Renault anunciou o cancelamento da distribuição de dividendos para o exercício financeiro de 2019 e a decisão do presidente de reduzir a sua remuneração, no contexto da pandemia de coronavírus.

Renault suspende dividendo de 2019 e reduz salários da administração
Notícias ao Minuto

12:10 - 10/04/20 por Lusa

Economia Covid19

A Renault adiantou que vai recorrer a empréstimos garantidos pelo Estado e precisou que o salário do presidente, Jean-Dominique Senard, vai ser reduzido em 25% no segundo trimestre deste ano.

Numa entrevista hoje à rádio RTL, o presidente do conselho de administração da Renault, Jean-Dominique Senard, escusou-se a precisar o valor do corte lhe custaria em termos monetários.

Quanto a dividendos, cujo valor a distribuir tinha sido anunciado em meados de fevereiro, a empresa diz agora que vai cancelar 300 milhões de euros (325 milhões de dólares) que deveriam ser pagos aos acionistas relativos ao ano passado.

Jean-Dominique Senard, rassalvando que a Renault não pretende ser nacionalizada, disse estar a trabalhar para garantir empréstimos bancários apoiados pelo Estado para amortecer o choque da crise provocada pelo novo coronavírus e que atingiu a procura de veículos e interrompeu a produção.

O presidente da Renault disse ainda que os montantes dos empréstimos não foram ainda determinados, mas podem chegar a quatro ou cinco mil milhões de euros (5,4 mil milhões de dólares).

Em 14 de fevereiro, a Renault anunciou prejuízos em 2019 de 141 milhões de euros, contra 3.302 milhões de euros de lucro no ano anterior, e precisou que esta era a primeira vez que registava prejuízos desde 2009, e justificou a quebra com o negócio global dos parceiros chineses, da Daimler e, em particular, da Nissan, bem como o agravamento da própria atividade automóvel.

Nessa mesmo dia, a administração da Renault anunciou a sua proposta de distribuir um dividendo de 1,10 euros por ação, o que representava um terço dos 3,55 euros por ação relativos ao exercício de 2018.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 94 mil.

Dos casos de infeção, mais de 316 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório