Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Covid-19: Anecra reitera pedido de suspensão do IUC para usados

A Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (Anecra) enviou uma carta ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, na qual reiterou o pedido de suspensão do pagamento do IUC pelos operadores de comércio de usados.

Covid-19: Anecra reitera pedido de suspensão do IUC para usados
Notícias ao Minuto

20:06 - 08/04/20 por Lusa

Economia Veículos usados

"A Anecra [...] enviou ontem [terça-feira] uma carta dirigida ao sr. Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, tendo em vista um alerta reforçado e especialmente direcionado à necessidade imperiosa da suspensão imediata do pagamento do IUC (Imposto Único de Circulação) pelos operadores de comércio de viaturas usadas, e em particular nas viaturas em 'stock'", indicou, em comunicado, a associação.

Para a Anecra "faz pouco sentido" que as empresas, impedidas de desenvolver a sua normal atividade, face à declaração de estado de emergência, tenham que continuar a pagar um imposto das viaturas que estão em 'stock'.

Esta associação está, assim, convicta de que a sua proposta "terá bom acolhimento" por parte do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, "não só pela absoluta justeza da situação em causa, como pelo facto da mesma ter uma impacto absolutamente despiciendo do ponto de vista orçamental".

Na passada quarta-feira, a Anecra saudou as medidas avançadas pelo Governo para travar o impacto da covid-19, reiterando que o 'lay-off' deve abranger sócios-gerentes, e pediu isenção do IUC para carros usados em 'stock', pelo menos, até ao final do ano.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

Dos infetados, 1.211 estão internados, 245 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 196 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 de março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório