Meteorologia

  • 02 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Vendas nas farmácias baixam após três semanas de fortes subidas

As vendas nas farmácias portuguesas caíram 35% na semana passada face à semana anterior, indicando uma normalização do abastecimento, depois de três semanas de crescimento acentuado, devido à pandemia de covid-19, segundo um estudo hoje divulgado pela consultora HMR.

Vendas nas farmácias baixam após três semanas de fortes subidas
Notícias ao Minuto

19:58 - 02/04/20 por Lusa

Economia Covid-19

"Em relação à semana anterior (12.ª semana do ano), as vendas diminuem 34,6%, representando um possível efeito de normalização do abastecimento face ao comportamento verificado nas semanas anteriores", revelou a Health Market Research (HMR) Portugal no "Market Watch Portugal Especial covid-19".

Relativamente ao período homólogo do ano passado, as vendas na semana de 23 a 29 de março recuaram 3,4%. Isto, depois de três semanas de crescimentos acentuados face às mesmas semanas de 2019: 18,6% na primeira semana de março, 74,3% na segunda e 54,3% na terceira.

"A semana 11 de 2020 [entre 09 e 15 de março] provavelmente representa um abastecimento reforçado de medicamentos por parte da população e um comportamento excecional", sublinhou a HMR, assinalando que o estado de emergência em Portugal devido à pandemia de covid-19 foi anunciado a 18 de março e implementado a 22 de março.

E destacou: "O pico de vendas na semana 11 de 2020 parece indicar uma provável antecipação do abastecimento de medicamentos por parte dos utentes, face à tomada de medidas que ocorreu no final da semana 12".

Segundo a consultora, o volume de 'sell out' (vendas totais) na 13.ª semana do ano é de 2,9 milhões de unidades inferior ao da semana anterior, uma quebra de 36%, pois "muito provavelmente na 12.ª semana do ano já houve uma tendência de normalização do abastecimento por parte dos utentes".

Também é salientada a forte diminuição (-30%) na venda de anti-inflamatórios, como o ibuprofeno, desde a semana 11 de 2020, tal como a descida drástica no volume de vendas de produtos 'consumer healthcare' (produtos de bem-estar, higiene oral, nutrição e saúde dermatológica) na 13.ª semana do ano (23 a 29 de março). O

novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 209 mortes, mais 22 do que na quarta-feira (+11,8%), e 9.034 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 783 em relação à véspera (+9,5%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março, tendo a Assembleia da República aprovado hoje o seu prolongamento até ao final do dia 17 de abril. Além disso, o Governo declarou no dia 17 de março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório