Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Petição europeia quer medidas para salvar abelhas e agricultores

Uma petição lançada por mais de cem associações europeias e que já foi assinada por mais de 270 mil europeus pede à Comissão Europeia medidas para eliminar pesticidas e restaurar a biodiversidade, para salvar as abelhas e os agricultores.

Petição europeia quer medidas para salvar abelhas e agricultores
Notícias ao Minuto

16:42 - 30/03/20 por Lusa

Economia Coronavírus

A petição tem o apoio da associação ambientalista portuguesa Liga para a Proteção da Natureza (LPN), que em comunicado explica que o documento deverá chegar a um milhão de assinaturas até ao fim de setembro, para que a Comissão Europeia proponha legislação destinada a eliminar progressivamente os pesticidas sintéticos, até 2035.

Ao mesmo tempo os subscritores da moção querem que seja restaurada a biodiversidade e que os agricultores sejam apoiados na fase de transição.

Na base da petição, diz a LPN no comunicado, está a constatação de que as abelhas e outros polinizadores estão atualmente em declínio, pondo em risco a produção de alimentos.

"A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) estima que cerca de 87% das principais cultivares a nível mundial depende de polinizadores para frutificar, como as abelhas e outros insetos, aves e mamíferos", diz a LPN, alertando que "estes aliados naturais dos agricultores estão em franca regressão por todo o globo".

Na Europa, diz a LPN, 30% das populações de abelhas e borboletas selvagens estão a diminuir, o mesmo acontecendo com as abelhas geridas (das colmeias), que têm sofrido perdas devido nomeadamente a doenças.

"O declínio de espécies selvagens e geridas está associado à intensificação da agricultura, com o aumento de áreas de monocultura e eliminação de zonas naturais, ao uso excessivo de pesticidas como os neonicotinóides, e às alterações climáticas, que baralham os polinizadores alterando as épocas de floração", diz a LPN, alertando que a alimentação humana depende da saúde das populações de polinizadores.

Uma das soluções, defende a Liga, passa por reforçar as infraestruturas ecológicas na agricultura, como o estabelecimento de áreas seminaturais que sirvam de habitat aos polinizadores, além de encontrar alternativas aos pesticidas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório