Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2020
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

Wall Street encerra sem rumo devido a um recuo do Nasdaq

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje sem rumo, devido a um recuo do Nasdaq, mas com os ganhos do Dow Jones e S&P500 a reduzirem-se no final da sessão perante um impasse na aprovação do pacote de ajuda económico.

Wall Street encerra sem rumo devido a um recuo do Nasdaq
Notícias ao Minuto

21:44 - 25/03/20 por Lusa

Economia bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average ganhou 2,39%, para os 21.200,55 pontos. Na terça-feira este índice conhecera a sua subida mais alta desde março de 1933, ao avançar mais de 11%.

Para este índice emblemático da praça nova-iorquina esta foi a segunda sessão consecutiva de subida, o que aconteceu pela primeira vez desde há mais de um mês.

Hoje, o Dow Jones beneficiou em muito do desempenho da Boeing, cuja ação progrediu mais de 24%, na que é a sua maior subida diária desde que está cotada. Os investidores parecem persuadidos que a Boeing vai ser um dos grandes ganhadores do plano de estímulo à economia em discussão no Congresso dos EUA.

Dos outros índices mais relevantes, o tecnológico Nasdaq recuou 0,45%, para as 7.384,29 unidades, ao passo que o alargado S&P500 ganhou 1,15%, para as 2.475,56.

Estes índices, que tinham evoluído em nítida alta desde o início da sessão, foram perdendo força até ao fecho perante a continuação da discussão no Senado sobre o plano de estímulos massivos à economia norte-americana.

Contudo, tinha sido alcançado um acordo no Senado na noite de terça para quarta-feira sobre o texto do pacote de ajudas, que ainda tem de ser aprovado na Câmara dos Representantes e assinado pelo Presidente, Donald Trump.

Mas, por enquanto, ainda não foi apresentado qualquer texto final nem anunciada a hora da votação no Senado.

As medidas podem mobilizar cerca de dois biliões (milhão de milhões) de dólares (1,8 biliões de euros).

Para J. J. Kinahan, da TD Ameritrade, a progressão do Dow Jones e do S&P500 nestes últimos dois dias deve ser vista com pinças.

Se estas subidas não são insignificantes, "ainda seria melhor que se ficassem numa zona onde os movimentos bolsistas fossem mais previsíveis, para que os operadores do mercado pudessem investir com um pouco mais de certezas", argumentou.

"De momento, é impossível porque não sabemos o que vai ocorrer no mercado nos próximos cinco minutos", relativizou Kinahan.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório