Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

PSI20 no vermelho com o BCP a recuar mais de 4%

A bolsa de Lisboa segue a cair, alinhadas com os mercados europeus, com o BCP a perder 4% e praticamente todas as ações a negociarem em terreno negativo.

PSI20 no vermelho com o BCP a recuar mais de 4%

Pelas 08h30, o principal índice de referência, o PSI20, seguia a recuar 2,53% para 4.736,06 pontos, com 16 ações negativas e duas inalteradas (Ibersol e F. Ramada).

A Altri e os CTT eram as empresas que mais afundavam, com perdas de 5,02% e 4,77% para 4,62 euros ne 2,20 euros, respetivamente.

O BCP era o peso pesado que mais perdia, com uma desvalorização de 4,09% para 0,14 euros, seguido da Galp, que perdia 3,47% para 11,95 euros.

A EDP desvalorizava 2,51 euros para 4,47 euros e a EDP Renováveis 2,28% para 12,86 euros.

A Jerónimo Martins perdia 1,59% para 16,07 euros.

Lisboa seguia alinhada com as praças europeias, a negociar em forte baixa, a seguir Wall Street e as bolsas asiáticas devido aos receios de uma paragem da atividade económica provocada pela propagação do novo coronavírus.

Os investidores continuam muito pendentes da propagação do novo coronavírus e das medidas que diferentes organismos têm estado a anunciar para atenuar os efeitos económicos da mesma.

Depois da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) ter baixado de surpresa as taxas de juro na terça-feira, na quarta-feira a medida também foi seguida pelo Banco do Canadá e pelo banco central australiano.

Os investidores agora esperam que o Banco de Inglaterra e o Banco Central Europeu (BCE) anunciem em breve medidas similares para compensar as repercussões económicas da epidemia do novo coronavírus.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) baixou na quarta-feira as previsões de crescimento para níveis abaixo dos 2,9% registados em 2019 e na Europa, os países da União Europeia asseguraram que estão prontos para adotar as ações necessárias, incluindo medidas orçamentais, para enfrentar a epidemia do novo coronavírus.

Na quinta-feira, a bolsa de Nova Iorque terminou com o Dow Jones a cair 3,58% para 26.121,28 pontos, contra 29.551,42% em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a recuar 3,10% para 8.738,54 pontos, contra o atual máximo de 9.817,18 pontos em 19 de fevereiro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1239 dólares, um máximo dos últimos seis meses, contra 1,1214 dólares na quinta-feira e 1,0792 dólares em 19 de fevereiro, atual mínimo desde abril de 2017.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio de 2020 abriu hoje em baixa, a cotar-se a 49,10 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, um mínimo desde março de 2016, contra 49,99 dólares na quinta-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório