Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Salário médio cresceu em 2019. Atingiu os 1.038 euros brutos

Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta sexta-feira.

Salário médio cresceu em 2019. Atingiu os 1.038 euros brutos
Notícias ao Minuto

11:37 - 07/02/20 por Notícias ao Minuto

Economia Salário médio

O valor do salário médio em Portugal cresceu 2,6% para 1.038 euros mensais, de acordo com os dados divulgados, esta sexta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), com base nas declarações à Segurança Social e Caixa Geral de Aposentações (CGA).

"Em 2019, a remuneração bruta mensal por trabalhador aumentou 2,7%, para 1.276 euros, e a componente regular aumentou 2,6%, para 1.038 euros. Em termos reais [sem a inflação], aquelas variações foram 2,4% e 2,2%, respetivamente. Em 2018, em termos nominais, a remuneração bruta mensal média tinha aumentado 2,1% e a componente regular aumentou 1,7% e, em termos reais, 1,1% e 0,7%, respetivamente", pode ler-se no relatório do INE

Já a remuneração bruta mensal por trabalhador, que foi de 1.276 euros, refere-se aos ganhos totais por trabalhador, incluindo outros complementos como os subsídios, por exemplo. 

Os dados do INE, sublinhe-se, dizem respeito a cerca de 4,2 milhões de postos de trabalho, correspondentes a beneficiários da Segurança Social e a subscritores da CGA

"Em termos reais, tendo em consideração a taxa de variação do Índice de Preços do Consumidor, no mesmo período, a remuneração bruta mensal média por trabalhador aumentou 2,1% e a componente regular aumentou 2,2%", ressalva o instituto.

Em 2018, em termos nominais, a remuneração bruta mensal média tinha aumentado 2,1% (e a componente regular 1,7%) e, em termos reais, 1,1% (e 0,7%, respetivamente).

Quanto à remuneração por atividade económica, o INE registou, em dezembro de 2019, que a remuneração total variou entre 860 euros, na agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca, e 3.403 euros, nas atividades de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio.

Por sua vez, a remuneração regular variava entre 653 euros, nas atividades administrativas e dos serviços de apoio, e 2.497 euros, nas atividades de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio.

Em relação ao período homólogo de 2018, a maior variação da remuneração total foi registada nas atividades das indústrias extrativas (5,6%), seguida das atividades administrativas e dos serviços de apoio.

A remuneração por dimensão de empresa revela que, em 2019, a remuneração total variou entre 804 euros nas empresas do escalão de um a quatro trabalhadores e 1.578 euros nas empresas com 250 a 499 trabalhadores, enquanto nas empresas com 500 e mais trabalhadores a remuneração total foi inferior, de 1.562 Euros.

"A remuneração média por trabalhador no escalão de 50 a 99 trabalhadores (1.257 euros) foi a que se situava mais próxima do total da economia (1.276 euros)", afirma o INE.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório