Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 28º

Pensões. Aumento extra chegará mais cedo (e é assim que vai funcionar)

O Executivo de António Costa chegou a acordo, no domingo, com o Bloco e com o PCP para que o aumento extra das pensões chegue logo no mês seguinte à entrada em vigor do Orçamento do Estado para o próximo ano.

Pensões. Aumento extra chegará mais cedo (e é assim que vai funcionar)
Notícias ao Minuto

08:44 - 03/02/20 por Beatriz Vasconcelos com Lusa

Economia Pensões

Os pensionistas que recebem as remunerações mais baixas vão receber um aumento extraordinário este ano, tal como o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, já tinha adiantado. Faltava detalhar quando é que esse acréscimo chegaria ao bolso dos pensionistas, mas só ontem houve 'fumo branco' nas negociações. 

O acordo é semelhante ao dos anos anteriores: 10 euros de aumento extra para as pensões mais baixas e a forma como o modelo é aplicado mantém-se também face aos outros anos. 

A novidade aqui é que o Governo se comprometeu com o Bloco de Esquerda (BE) e com o PCP para que este acréscimo chegue ao bolso dos pensionistas logo no primeiro mês a seguir à entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020).

Ora, isto significa um passo em frente face à proposta do Governo de António Costa, uma vez que o Partido Socialista (PS) tinha proposto um aumento extraordinário a partir de agosto para os pensionistas. O acordo agora obtido com o BE e PCP vem antecipar o calendário

Quem vai receber este aumento?

De acordo com essa proposta do PS, a atualização extraordinária será de "10 euros para os pensionistas cujo montante global de pensões seja igual ou inferior a 1,5 vezes o valor do indexante dos apoios sociais e de seis euros para os pensionistas que recebam, pelo menos, uma pensão cujo montante fixado tenha sido atualizado no período entre 2011 e 2015".

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório