Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Sindicato dos ferroviários pede aumento mínimo de 50 euros à IP

O Sindicato Independente dos Trabalhadores Ferroviários das Infraestruturas e Afins (Sinfa) pediu à Infraestruturas de Portugal (IP) uma atualização salarial de 4%, que garanta um valor mínimo de 50 euros, segundo informação divulgada pela estrutura.

Sindicato dos ferroviários pede aumento mínimo de 50 euros à IP
Notícias ao Minuto

14:52 - 22/01/20 por Lusa

Economia IP

Num documento enviado à IP, o Sinfa apresenta "uma proposta de aumentos salariais para todos os trabalhadores que nela laboram e que constitui o mais importante capital da empresa Infraestruturas de Portugal", bem como das empresas participadas "no valor de 4%, garantindo um valor mínimo de 50 euros, com efeito a 01 de janeiro de 2020".

Estes aumentos são, segundo a entidade, a única maneira de compensar a perda de poder de compra para estes trabalhadores em 2020, ainda que, de acordo com a proposta enviada à IP, "muito dificilmente se recupera a perda de poder de compra acumulada nos últimos 10 anos".

"O ano de 2020, como já é do conhecimento público, não terá as tabelas de IRS com os escalões aumentados, pelo que a carga tributária em sede de IRS continuará pesada para todos nós", assegura o sindicato.

"Este facto, só por si, justificaria um ligeiro aumento salarial, tendo em consideração que, para piorar o enquadramento fiscal sobre as pessoas singulares, irá haver uma atualização, com base no valor da inflação, nos escalões da tabela de IRS", refere o Sinfa.

A atualização salarial faz parte de um caderno reinvindicativo que a estrutura deu a conhecer à empresa.

Estas propostas passam por enquadrar todos os trabalhadores no Acordo de Empresa em termos salariais e pela "consideração de parte da antiguidade resultante do congelamento das carreiras dos trabalhadores oriundos da Ex-EP [Estradas de Portugal], das participadas e dos técnicos superiores oriundos da Refer".

Além disso, o sindicato pediu a "atribuição de horas de viagem para prestação de trabalho fora de sede, a todos os trabalhadores", a "integração imediata dos trabalhadores das empresas participadas do grupo IP cedidos ocasionalmente à Infraestruturas de Portugal S.A, nos quadros da Infraestruturas de Portugal" e a "integração do abono de irregularidade de horário como conceito de retribuição", de acordo com as propostas do Sinfa.

A agência Lusa contactou a IP sobre estas propostas e encontra-se à espera de resposta.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório