Meteorologia

  • 28 MARçO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

PSI20 inverte tendência e segue em baixa alinhado com restante Europa

A bolsa de Lisboa seguia hoje a negociar em ligeira baixa, invertendo a tendência da abertura, em linha com a restante Europa, com as ações do BCP a pressionarem as negociações, a caírem perto de 1%.

PSI20 inverte tendência e segue em baixa alinhado com restante Europa
Notícias ao Minuto

09:34 - 10/01/20 por Lusa

Economia Mercado

Cerca de 08h50, o principal índice, o PSI20, seguia a negociar em baixa de 0,012% para 5.228,03 pontos, com sete ações em alta, oito em baixa e três inalteradas.

Do lado das perdas, a Ramada Investimentos liderava as perdas a recuar 1,02%, seguido do BCP que descia 0,98% para 0,20 euros.

A EDP também negociava no 'vermelho', com as ações a descerem 0,18% para 3,81 euros, depois de na quinta-feira o investidor Paul Elliot Singer ter anunciado que reforçou a sua posição na EDP, passando a deter 2,45% dos direitos de voto na elétrica.

Do lado dos ganhos, a liderança era da Ibersol e da Corticeira Amorim, com os títulos a ganharem 0,73% e 0,34% para 8,26 euros e 11,70 euros, respetivamente.

A Jerónimo Martins e a Galpa avançavam 0,10% e 0,03% para 15,40 euros e 10,16 euros, respetivamente.

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, exceto Frankfurt, à espera da publicação do relatório do emprego dos Estados Unidos.

Apaziguada a tensão no Médio Oriente entre os Estados Unidos e o Irão, os investidores ficaram animados com o anúncio de que o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, se deslocará a Washington na próxima semana para assinar a primeira fase do acordo comercial entre os dois países.

A bolsa de Londres era a que mais subia das principais da Europa, depois da Câmara dos Comuns ter dado na quinta-feira 'luz verde' com maioria à legislação para ratificar o acordo sobre os termos da saída do Reino Unido da União Europeia (UE), que continuará agora a tramitação na Câmara dos Lordes.

Além de afastar a possibilidade de um conflito militar com o Irão, na quarta-feira Donald Trump decidiu impor "imediatamente" mais sanções na sequência do lançamento pelo Irão na madrugada de quarta-feira de mísseis contra a base militar de Ain al Asad no Iraque, que alberga tropas norte-americanas e britânicas, como vingança do assassínio em 03 de janeiro do general iraniano Soleimini pelos Estados Unidos.

A bolsa de Nova Iorque terminou na quinta-feira com o Dow Jones a subir 0,74% para 28.956,90 pontos, novo máximo de sempre desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a avançar 0,81% para 9.203,43 pontos, um novo máximo.

A nível cambial, o euro abriu hoje estabilizado, a cotar-se a 1,1105 dólares no mercado de câmbios de Frankfurt.

O barril de petróleo Brent para entrega em março de 2020 abriu hoje em baixa, a cotar-se a 65,29 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 65,37 dólares na quinta-feira e 68,91 dólares em 06 de janeiro, um máximo desde julho de 2019.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório