Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Despesa com medicamentos aumentou, a maioria com oncológicos

Os dados foram divulgados pelo Infarmed.

Despesa com medicamentos aumentou, a maioria com oncológicos

A despesa do Sistema Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos aumentou cerca de 109 milhões de euros no ano passado, sendo que a maior parte do montante diz respeito a encargos com medicamentos oncológicos, de acordo com um comunicado sobre o relatório Estatística do Medicamento e Produtos de Saúde 2018 divulgado, esta terça-feira, pelo Infarmed

As despesas com medicamentos oncológicos representaram mais de 50% do montante total, tendo ascendido a 58 milhões de euros, segundo o mesmo documento.

A seguir aos medicamentos para o tratamento do cancro, também a "área das doenças neurodegenerativas, como a esclerose múltipla, e a área hematológica" contribuíram para o aumento da despesa no geral. 

Porém, salienta o Infarmed que este aumento da despesa surge também num contexto de "importantes desenvolvimentos clínicos que introduzem desafios ao sistema de saúde", destacando os 150 novos medicamentos que foram introduzidos no mercado entre 2016 e 2018. 

Ainda assim, houve um fator a atenuar a despesa com medicamentos: "a introdução de genéricos na área do VIH/SIDA, que permitiu uma poupança de 16 milhões de euros, e medicamentos biossimilares para o tratamento de doenças autoimunes". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório