Meteorologia

  • 30 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 20º MÁX 31º

Edição

Notas de euro refletem esforço de décadas para unir a Europa

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse hoje que as notas de euros refletem "o esforço de décadas para unir a Europa".

Notas de euro refletem esforço de décadas para unir a Europa
Notícias ao Minuto

12:56 - 27/11/19 por Lusa

Economia Lagarde

Numa cerimónia em que Largarde deu a assinatura que aparecerá nas notas de euro que serão imprimidas brevemente, a nova presidente do BCE considerou também que numa união de países diferentes "é mais difícil intrinsecamente promover uma identidade comum e um sentido de destino comum que num único país".

A nova presidente do BCE adiantou que o euro é "o símbolo mais tangível da integração europeia, um processo que trouxe paz, liberdade e prosperidade ao continente".

"As notas de euros permitem-nos trabalhar, estudar e viajar em 19 países diferentes sem ter que trocar dinheiro. O euro testemunha o grau de integração que conseguimos", defendeu.

Atualmente há 23.000 milhões de notas de euros em circulação com um valor global de 1,26 biliões de euros, dos quais um terço é usado fora da zona euro.

As imagens das notas, que refletem diferentes estilos arquitetónicos na História da Europa, mostram que, "apesar da nossa diversidade, partilhamos uma cultura", afirmou Lagarde.

A presidente do BCE sublinhou que 76% dos cidadãos da zona euro está a favor da moeda única e que a confiança no euro existe.

"Mas demora-se anos a criar a confiança e segundos a perdê-la", por isso é necessário assegurar que as notas são seguras, os sistemas de pagamento são robustos e o valor do euro é estável, segundo Lagarde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório