Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Cartas ao Pai Natal já começam a chegar aos CTT. Crianças recebem brinde

As cartas dirigidas ao Pai Natal são as únicas que os CTT - Correios de Portugal aceitam sem selo.

Cartas ao Pai Natal já começam a chegar aos CTT. Crianças recebem brinde

As primeiras cartas escritas pelas crianças e dirigidas ao Pai Natal já começaram a chegar aos CTT - Correios de Portugal, anunciou a operadora. Estas cartas são as únicas que não precisam de selo e até dão direito a um pequeno presente simbólico

A entrega destas cartas, sublinhe-se, é feita de forma "espontânea", conforme lembram os CTT, em comunicado. Esta é uma iniciativa que já existe há vários anos e este ano a operadora prevê receber 170 mil cartas. 

"O Pai Natal dos CTT nasceu graças à espontaneidade de crianças que escreviam cartas ao Pai Natal. Foi a partir de 1985 que os CTT começaram a dar-lhe uma ajuda respondendo a todas elas e enviando também uma pequena lembrança. Para o efeito, os CTT mobilizam sempre uma equipa especial que se dedica a tempo inteiro para garantir que todas as crianças (e alguns graúdos) recebem uma resposta, ajudando todos a manter o sonho do Natal bem vivo", aponta a operadora de correios.

A empresa garante que todas as cartas serão respondidas, "mas é importante que tenham uma morada para que o Pai Natal dos CTT saiba para onde enviar a resposta", refere. 

Por normal, as cartas são destinadas a locais mais comuns como o Pólo Norte e a Lapónia, mas também a locais mais imaginários como, A Terra do Frio ou O Caminho das Estrelas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório