Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Mais de 120 mil trabalham a partir de casa. Há 321 mil sem local fixo

Número quase duplicou em comparação com há quatro anos.

Mais de 120 mil trabalham a partir de casa. Há 321 mil sem local fixo

Há cada vez mais portugueses a trabalhar a partir de casa, de acordo com os dados divulgados na terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas. Cerca de 120,7 mil indivíduos desenvolviam as suas atividades profissionais a partir de casa no 2.º trimestre deste ano. 

Ora, estes números comparam com as 68,3 mil pessoas que em 2015 trabalhavam a partir das suas instalações próprias, de acordo com os dados divulgados pela agência de estatísticas na altura. 

A maior parte dos indivíduos nestas circunstâncias situam-se no Norte do país, de acordo com o relatório do do INE

E mais: a maioria são homens (64 mil), sendo que há menos mulheres nestas condições (56,6 mil), ainda segundo o mesmo documento. 

Além disso, revelam os resultados, as pessoas que trabalham a partir de casa são, por norma, mais velhas. De acordo com os dados mais recentes, cerca de 74,4 mil pessoas que trabalhavam a partir de casa no 2.º trimestre do ano tinham mais de 45 anos

Mais de 321 mil sem local fixo

Outro número divulgado pela agência de estatísticas está relacionado com a quantidade de portugueses que trabalha sem um local fixo. São cerca de 321,6 mil indivíduos nestas situações, segundo o INE.

A maioria das pessoas nesta situação está também no Norte do país. A maior parte são homens (279,3 mil) e têm também mais de 45 anos de idade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório