Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Governo dos Açores a "finalizar" recomposição dos órgãos sociais da SATA

O presidente do Governo Regional dos Açores e líder do PS/Açores disse hoje que o executivo açoriano está a "finalizar" a recomposição dos órgãos sociais da companhia aérea SATA, que considerou "fundamental" para a região.

Governo dos Açores a "finalizar" recomposição dos órgãos sociais da SATA
Notícias ao Minuto

15:58 - 09/11/19 por Lusa

Economia Sata

"A SATA é absolutamente fundamental para a nossa região e é nisso que nós estamos comprometidos. Estamos agora, no fundo, a finalizar aquilo que tem a ver com a recomposição dos órgãos sociais, que a seu tempo e noutro âmbito será tornada pública pelas vias normais, mas este é um dos desafios que temos pela frente, que assumimos também sem reservas e às quais pretendemos dar uma resposta para que a companhia aérea continue a servir os açorianos e continue a servir a nossa economia cada vez melhor", adiantou.

Vasco Cordeiro falava aos jornalistas na freguesia de São Mateus, na ilha Terceira, onde o Secretariado Regional do Partido Socialista se reuniu hoje e onde decorrerá também a reunião da Comissão Regional do Partido Socialista.

Em 4 de novembro, o presidente do conselho de administração da SATA, António Teixeira, apresentou a sua demissão por motivos de "ordem pessoal" e pelo atraso na "implementação de medidas de reestruturação".

A empresa prepara um novo concurso para privatizar 49% da Azores Airlines -- ramo da SATA que opera de e para fora do arquipélago -, após o primeiro ter sido cancelado, em novembro do ano passado, devido à divulgação de informação tida por sensível.

Segundo Vasco Cordeiro, o PS/Açores está já a preparar com "confiança e tranquilidade" o Plano e Orçamento da Região para 2020, mas também as próximas eleições legislativas regionais, que se realizarão no próximo ano.

"O Partido Socialista está nesta reunião com tranquilidade e serenidade a preparar os próximos desafios, que passam naturalmente pelas eleições legislativas regionais, no próximo ano, mas que passam também por aspetos que têm a ver com o próximo Plano e Orçamento da nossa região, com aquilo que isso significa de respostas concretas aos desafios que temos como região e aos desafios individuais", frisou.

Nesse sentido, o partido deverá implementar ainda em 2019 o movimento de participação cívica e política "Açores Primeiro", anunciado por Vasco Cordeiro no último congresso regional do PS/Açores, que decorreu em setembro do ano passado, precisamente na ilha Terceira.

"Teremos este fim de semana algumas decisões quanto a um amplo movimento de participação cívica impulsionado pelo Partido Socialista, mas que vai muito para além das fronteiras partidárias, sejam elas do PS ou, no nosso entendimento, de qualquer outro partido. Estou a falar da iniciativa Açores Primeiro que constitui um bom momento de chamar todos a esta participação, independentemente das opções ideológicas, congregando todas as boas vontades para colocar os Açores primeiro", avançou.

Quanto ao Plano e Orçamento da Região para 2020, que será debatido e votado no final deste mês na Assembleia Legislativa dos Açores, Vasco Cordeiro destacou o "reforço do investimento público, o reforço das transferências para o Serviço Regional de Saúde e a assunção e concretização de compromissos assumidos", como a contabilização do tempo de serviço dos professores.

"Há um conjunto de outras áreas estratégicas para a nossa região: emprego, turismo, saúde e educação, que são essenciais e nas quais o Partido Socialista está também empenhado para dar resposta àquelas que são as necessidades das pessoas e aos desafios que as famílias e as empresas vão sentindo no dia a dia", frisou.

O presidente do Partido Socialista dos Açores realçou ainda os "desafios inesperados", referindo-se aos efeitos do furacão "Lorenzo", que vão exigir um "esforço financeiro", sobretudo ao nível das infraestruturas portuárias, tanto no que diz respeito à reposição das condições de operação, como à "melhoria de operações provisórias temporárias" para o abastecimento da ilha das Flores.

"Há necessidade de reforçar os meios envolvidos para dar mais capacidade de transporte e mais fiabilidade nesse transporte", afirmou.

Por outro lado, destacou a "solidariedade sem reservas da parte do Governo da República, que assumiu 85% dos custos com essas reparações e com essa reposição".

Leia Também: Presidente da transportadora aérea açoriana SATA apresenta demissão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório