Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Acordo para o Brexit? "Trouxe algum otimismo aos investidores"

Ainda assim, há alguma incerteza associada aos moldes em que o acordo pode (ou não) acontecer.

Acordo para o Brexit? "Trouxe algum otimismo aos investidores"

O acordo para o Brexit, anunciado esta quinta-feira por representantes do Reino Unido e da União Europeia, trouxe algum otimismo aos investidores, motivo pelo qual as bolsas europeias e a libra reagiram em alta. Porém, ainda permanece alguma incerteza. 

"Depois dos constantes avanços e recuos que temos vindo a assistir ao longo das últimas semanas (tal como tem acontecido desde 2016), a notícia avançada esta manhã pelo primeiro ministro britânico e o representante máximo da comissão europeia, de que teriam finalmente chegado a acordo ao fim de três anos de negociações, trouxe algum otimismo aos investidores, levando a uma valorização instantânea da libra esterlina, dos índices acionistas e das yields europeias", refere David Silva, analista da corretora Infinox, num comentário enviado ao Notícias ao Minuto

O que aconteceu logo após a divulgação da notícia, explica o analista, é que os investidores reagiram por impulso: "Tal como é habitual nestes momentos de notícias inesperadas, a impulsividade dos investidores esteve em evidência nos minutos seguintes à divulgação, uma vez que os investidores aproveitaram este acontecimento para entrarem compradores, acreditando numa futura valorização dos diversos ativos", aponta. 

Ainda assim, há incerteza associada aos moldes em que o acordo pode, realmente, verificar-se. Isto porque o partido trabalhista manifestou-se contra o acordo para o 'Brexit' anunciado hoje pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, defendendo que deve ser sujeito a um referendo.

Por isso, "adivinha-se um cenário difícil no parlamento britânico para Boris Johnson, uma vez que necessita de pelo menos 320 votos a seu favor, relembrando que May nunca conseguiu mais que 259", realça o analista da Infinox

Por este motivo, as praças europeias moderaram os ganhos e a libra voltou a inverter para território negativo, uma correção que é explicada pelo facto de os "investidores a aproveitarem para arrecadar alguns ganhos obtidos durante a manhã", refere David Silva. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório