Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Cuba é o país convidado da Feira Ibérica de Turismo a realizar na Guarda

A sétima edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), a realizar em 2020, na cidade da Guarda, tem Cuba como país convidado, foi hoje anunciado pela Câmara Municipal, a entidade organizadora do certame.

Cuba é o país convidado da Feira Ibérica de Turismo a realizar na Guarda
Notícias ao Minuto

14:19 - 15/10/19 por Lusa

Economia Guarda

Segundo a autarquia da Guarda, a FIT, que tem por lema "Uma feira. Dois países. O mundo" vai decorrer entre os dias 30 de abril e 3 de maio.

A fonte refere, em comunicado enviado à agência Lusa, que na edição de 2019 "a FIT registou mais de 35 mil visitantes e cerca de 500 entidades representadas, tendo tido a maior área coberta de sempre: 11.000 metros quadrados".

"A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos endógenos desta vasta e riquíssima região transfronteiriça", refere a nota.

A fonte sublinha ainda que a Guarda "tem uma localização privilegiada na Península Ibérica, estando equidistante das duas capitais, entre Madrid e Lisboa, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza".

A FIT tem como principais objetivos a promoção do setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios.

O certame dedicado ao turismo é organizado desde 2014 pela Câmara Municipal da Guarda, no Parque Urbano do Rio Diz.

No período de antes da ordem do dia da última reunião do executivo, realizada na segunda-feira, o presidente da autarquia, Carlos Chaves Monteiro (PSD), deu a conhecer que Cuba é o país convidado da edição do próximo ano da FIT.

Os dois vereadores do PS (Eduardo Brito e Cristina Correia) manifestaram algumas "dúvidas" em relação ao país convidado por terem "dificuldades em compreender qual é a estratégia" seguida pela autarquia.

"Tenho dúvidas em compreender que Cuba seja um mercado para trazer turistas para a Guarda", justificou Eduardo Brito.

O líder do executivo disse aos jornalistas que a observação dos eleitos socialistas é de "quem não conhece a realidade".

O município da Guarda quer participar no apoio a Cuba e "combinar os interesses de Cuba com os interesses da Guarda", segundo Carlos Chaves Monteiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório