Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Franceses foram os estrangeiros que mais imóveis compraram em Portugal

Não residentes foram responsáveis por 13% do valor das compras de imóveis. Lisboa e Algarve foram as regiões que registaram mais transações.

Franceses foram os estrangeiros que mais imóveis compraram em Portugal

No ano passado, os não residentes foram responsáveis pela compra de 8,2% dos imóveis transacionados em Portugal, de acordo com os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), esta quarta-feira. Quer isto dizer que foram responsáveis por 13% do valor total transacionado. A maioria das compras foi feita por parte de cidadãos franceses

No ano anterior, em 2017, a compra de imóveis por não residentes representava 7,7% do bolo total de transações, o que correspondia a 11,5% do valor total. 

Estrangeiros pagam quase mais 60% pelas casas

Em 2018 o valor médio dos prédios vendidos a não residentes situou-se em 171.178 euros, mais 58% que o valor médio das transações globais (108.016 euros). Esta diferença relativa aumentou face a 2017 em que atingiu 49%.

Tal como no ano anterior, foram os residentes em França que mais imóveis adquiriram em Portugal (19,7% do valor total), seguidos pelos residentes no Reino Unido (16,9%). É ainda de destacar o elevado valor mediano (297,2 mil euros) dos imóveis vendidos a residentes na China, quase seis vezes superior ao conjunto do mercado (53 mil euros).

Destaca ainda o INE que mais de três quartos do valor das aquisições por não residentes concentram-se na Área Metropolitana de Lisboa (39,5%) e no Algarve (35,9%). Foi também na Área Metropolitana de Lisboa que o valor médio destas aquisições foi mais elevado (322,5 mil euros).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório