Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Combater o plástico e reduzir o desperdício? Tome nota de algumas dicas

Seja na ida ao supermercado ou na escolha dos detergentes, as suas atitudes podem realmente fazer a diferença.

Combater o plástico e reduzir o desperdício? Tome nota de algumas dicas

Combater a utilização do plástico descartável é uma das prioridades da sustentabilidade, numa altura em que crescem os apelos para que sejam encontradas alternativas que não castiguem o planeta Terra. E todos podemos fazer a nossa parte, com pequenos gestos.

Se quer ser mais sustentável, mas não sabe por onde começar, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) apresenta-lhe algumas alternativas.

1. Como evitar usar sacos para pesar fruta e legumes no supermercado?

"Em muitos estabelecimentos é possível pesar na caixa e poderá ser usado um saco alternativo em papel, pano, rede ou até plástico reutilizável e que pode ser levado de casa. É este desafio que lançamos aos restantes estabelecimentos, onde esta prática não é possível. Contudo, o mais importante é que, qualquer que seja o tipo de saco, este deve ser reutilizado em casa e, em fim de vida, colocado no contentor apropriado para reciclagem."

2. Podemos voltar à venda a granel de outros produtos?

"Antes do boom do plástico, era esta a prática corrente e, hoje, volta a ser possível em alguns estabelecimentos. É possível comprar uma série de produtos a peso – o que permite até adequar a quantidade às necessidades de cada um – sendo permitido que os clientes usem os seus próprios sacos ou recipientes. As lojas a granel ou as secções de produtos avulso nos supermercados disponibilizam cada vez mais artigos que se podem adquirir desta forma. Mas a maioria ainda não está rendida a esta alternativa. No site A Granel poderá verificar quais as lojas que já aderiram a este conceito, onde se localizam e quais os produtos disponibilizados."

E os produtos de limpeza?

"As possibilidades são ainda mais limitadas. Alguns contêm substâncias perigosas, como a lixívia, por exemplo, e apenas devem ser vendidos em embalagens específicas e munidas com tampas de segurança. Contudo, os detergentes que não apresentam a mesma classificação de perigo são já comercializados 'a granel' em muitas cadeias de supermercados de vários países, como é o caso de Espanha, França e Itália. Aliás, estão já incluídos nos testes comparativos que as associações nossas congéneres efetuam, não tendo revelado qualquer diminuição de desempenho pelo facto de uma embalagem reutilizável ser usada no local para reenchimento. Aqui fica mais um desafio para as cadeias de supermercados."

Como reduzir a utilização de outros plásticos?

  • Não utilize produtos descartáveis, como lâminas de barbear, pratos de plástico, cotonetes, etc.;
  • Evite comprar água engarrafada. É melhor reutilizar uma garrafa. Prefira as de vidro;
  • Escolha marcas que utilizem plástico reciclado;
  • Partilhe com amigos e mais próximos toda a informação que tiver. Incentive-os a adotar comportamentos mais adequados;
  • Qualquer que seja o material de embalagem, há sempre um contentor – amarelo, verde ou azul – à espera.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório