Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 30º

Edição

Dono da Makro Portugal quer economizar 300 toneladas de plástico até 2023

Até 2025, quer capacitar os "clientes de ferramentas para reduzir a sua pegada ecológica".

Dono da Makro Portugal quer economizar 300 toneladas de plástico até 2023

O grupo alemão METRO, a que pertence a Makro Portugal, quer reduzir 300 toneladas de plástico até 2023. “A Makro Portugal encontra-se empenhada em construir um futuro onde a redução da utilização do plástico seja uma evidência e já oferece alternativas. Até 2023, pretende economizar 300 toneladas de plástico em conjunto com os restantes países da METRO e até 2025 ambiciona capacitar os seus clientes de ferramentas para reduzir a sua pegada ecológica”, lê-se num comunicado enviado às redações.

Nuno Nogueira Oliveira, Quality Assurance Manager & Sustainability Officer da Makro Portugal, informa que “a Makro Portugal trabalha para o 12º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, que visa o Consumo e Produção Responsáveis. Por isso, estamos comprometidos com a transição para uma economia circular, na qual produtos e materiais circulam para eliminar o desperdício”.

Este é um “processo que já vem sendo traçado desde de 2014”, ano em que a Makro Portugal começou a disponibilizar alternativas ao plástico provenientes de fontes renováveis, compostáveis e biodegradáveis, que não interferem na cadeia de abastecimento alimentar.

“O futuro prepara-se no passado e faz-se no presente – esta frase ilustra bem o trabalho que tem sido desenvolvido pela MAKRO Portugal. Ao participar desde 2014 na METRO PLASTIC INICIATIVE, em conjunto com 12 países da METRO, contribuímos para a optimização de 11.000 embalagens nas nossas marcas próprias, para a redução de 400 toneladas de material, afirma ainda o responsável, acrescentando que "neste último ponto em particular a MAKRO Portugal conseguiu encontrar alternativas ao PVC em 100% das embalagens nas suas marcas próprias (Makro Chef, Makro Professional, ARO e Rioba), substituindo um plástico considerado ’problemático’ pelos resíduos tóxicos resultantes da sua produção e eliminação".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório